Três cidadãos desaparecidos em naufrágio no Kwanza

Ndalatando - Três cidadãos estão desaparecidos, desde sábado, na sequência do naufrágio de uma jangada no rio Kwanza, na localidade de Caculo Cabaça, município de Cambambe, província do Cuanza Norte.

O naufrágio ocorreu  por volta das 18h00 quando os cidadãos, entre os 23 e 29 anos de idade,  pretendiam fazer a travessia do rio, da margem norte (província do Cuanza Norte) para a margem sul (província do Cuanza Sul).

Segundo o Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) , no Cuanza Norte, são ainda desconhecidas as causas do naufrágio.

Especialistas da instituição continuam com os trabalhos de busca no sentido de localizar os sinistrados.

Tem sido recorrente o registo de casos de náufragos de canoas e barcos pré- fabricados,  na região de Cambambe, devido o caudal  do rio Kwanza, sobretudo na época chuvosa, mas é  raro casos de acidentes com uso de jangadas.

O último caso registado aconteceu em 1994, na ponte sobre o rio Lucala II, na localidade como mesmo nome.

Por outro lado, de acordo com o relatório semanal, uma anciã de 60 anos de idade foi encontrada morta por afogamento numa cacimba (poço) na localidade de Caxilo, município de Cazengo (sede da província).

De acordo com o documento, no mesmo período, o SCPB registou, igualmente, três acidentes de viação que causaram cinco feridos, dois incêndios de pequenas proporções em duas viaturas, bem como evacuação de doentes em diferentes unidades hospitalares para a assistência médica, entre outras acções.

O naufrágio ocorreu  por volta das 18h00 quando os cidadãos, entre os 23 e 29 anos de idade,  pretendiam fazer a travessia do rio, da margem norte (província do Cuanza Norte) para a margem sul (província do Cuanza Sul).

Segundo o Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) , no Cuanza Norte, são ainda desconhecidas as causas do naufrágio.

Especialistas da instituição continuam com os trabalhos de busca no sentido de localizar os sinistrados.

Tem sido recorrente o registo de casos de náufragos de canoas e barcos pré- fabricados,  na região de Cambambe, devido o caudal  do rio Kwanza, sobretudo na época chuvosa, mas é  raro casos de acidentes com uso de jangadas.

O último caso registado aconteceu em 1994, na ponte sobre o rio Lucala II, na localidade como mesmo nome.

Por outro lado, de acordo com o relatório semanal, uma anciã de 60 anos de idade foi encontrada morta por afogamento numa cacimba (poço) na localidade de Caxilo, município de Cazengo (sede da província).

De acordo com o documento, no mesmo período, o SCPB registou, igualmente, três acidentes de viação que causaram cinco feridos, dois incêndios de pequenas proporções em duas viaturas, bem como evacuação de doentes em diferentes unidades hospitalares para a assistência médica, entre outras acções.