Detido homem que violou sobrinha de quatro anos

Lubango – Um jovem de 18 anos de idade, acusado de violar sexualmente a sobrinha de quatro anos, foi apresentado hoje pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) no Lubango.

O jovem que reside no bairro Nambambe, arredores desta urbe, estava foragido, mas foi localizado durante uma micro-operação realizada no fim-de-semana.

Além deste homem, o SIC apresentou também 18 outros indivíduos acusados de práticas criminosas.

Segundo o porta-voz do SIC, Sebastião Vika, que falava à imprensa, no primeiro interrogatório, o suspeito admitiu que estava embriagado e teria aproveitado-se da ausência dos pais da menor para cometer o crime, mediante aliciamento com biscoitos.

Informou que a criança ainda recebe assistência médica num dos hospitais da cidade, mas não corre o risco de morte, enquanto o suspeito será presente ainda esta semana a um procurador para definir a medida de coação pessoal.

Em Novembro, a polícia registou 16 casos de violação sexual contra crianças, sem mortes e com igual número de detidos.

Os restantes detidos, conforme a fonte, estão entre 18 e 60 anos e são acusados de praticar crimes violentos  durante o mês de Novembro, como de homicídios voluntários, violações sexuais, burla por defraudação e furtos qualificados.

 

nnnn

O jovem que reside no bairro Nambambe, arredores desta urbe, estava foragido, mas foi localizado durante uma micro-operação realizada no fim-de-semana.

Além deste homem, o SIC apresentou também 18 outros indivíduos acusados de práticas criminosas.

Segundo o porta-voz do SIC, Sebastião Vika, que falava à imprensa, no primeiro interrogatório, o suspeito admitiu que estava embriagado e teria aproveitado-se da ausência dos pais da menor para cometer o crime, mediante aliciamento com biscoitos.

Informou que a criança ainda recebe assistência médica num dos hospitais da cidade, mas não corre o risco de morte, enquanto o suspeito será presente ainda esta semana a um procurador para definir a medida de coação pessoal.

Em Novembro, a polícia registou 16 casos de violação sexual contra crianças, sem mortes e com igual número de detidos.

Os restantes detidos, conforme a fonte, estão entre 18 e 60 anos e são acusados de praticar crimes violentos  durante o mês de Novembro, como de homicídios voluntários, violações sexuais, burla por defraudação e furtos qualificados.

 

nnnn