Universitário enaltece capacidade de liderança da mulher

Luanda - O docente universitário Sebastião Gaspar enalteceu hoje ( quinta-feira ), em Luanda, a capacidade de liderança da mulher angolana, quer a nível politico como social e económico, resultado do seu empenho e dedicação.

Estas considerações foram feitas durante a palestra sob o tema “  Liderança Feminina nas Organizações”, uma responsabilidade do  comité provincial da Organização da Mulher Angolana (OMA)  que decorreu no distrito urbano do Talatona.

De acordo com o palestrante, a mulher angolana desde sempre mostrou a sua capacidade de liderança nos vários sectores de decisão da vida politica, económica e social, fruto do seu engajamento e crescimento, dando o seu contributo no progresso do pais.

Sebastião Gaspar disse, na ocasião, que para ser líder é preciso ter preparação pessoal, ter a capacidade de saber ouvir , espírito conciliador , ser promotor da paz e estabilidade no grupo e uma contínua formação.  

A palestra contou com a participação de representantes dos noves comités municipais, distritais e comunais da província de Luanda e teve como objectivo principal capacitar as novas lideres femininas recentemente eleita no sétimo congresso da OMA.



 

Estas considerações foram feitas durante a palestra sob o tema “  Liderança Feminina nas Organizações”, uma responsabilidade do  comité provincial da Organização da Mulher Angolana (OMA)  que decorreu no distrito urbano do Talatona.

De acordo com o palestrante, a mulher angolana desde sempre mostrou a sua capacidade de liderança nos vários sectores de decisão da vida politica, económica e social, fruto do seu engajamento e crescimento, dando o seu contributo no progresso do pais.

Sebastião Gaspar disse, na ocasião, que para ser líder é preciso ter preparação pessoal, ter a capacidade de saber ouvir , espírito conciliador , ser promotor da paz e estabilidade no grupo e uma contínua formação.  

A palestra contou com a participação de representantes dos noves comités municipais, distritais e comunais da província de Luanda e teve como objectivo principal capacitar as novas lideres femininas recentemente eleita no sétimo congresso da OMA.