Embaixada de Cabo Verde vai dinamizar emissão de documentos

  • Pormenor da cidade de Benguela
Benguela – A Embaixada de Cabo Verde vai criar um serviço on-line de actos consulares nas províncias de Benguela e Cabinda, para facilitar a emissão de documentos aos seus cidadãos, apurou esta quarta-feira a ANGOP.

Dentre os documentos, destacam-se passaportes e bilhetes de identidade.

A intenção foi manifestada, na cidade de Benguela, pelo embaixador daquele país lusófono em Angola, Jorge Figueiredo, adiantando que esse serviço vai entrar em funcionamento a curto prazo.

Residem, actualmente, em Benguela cerca de mil e quinhentos cidadãos cabo-verdianos controlados, embora se acredita que o número seja maior.

Muitos desses cidadãos queixam-se de alguma burocracia e morosidade na emissão dos referidos documentos pelo consulado de Cabo Verde em Benguela.

O embaixador prometeu melhorar os serviços consulares aos imigrantes cabo-verdiano.

Por outro lado, Jorge Figueiredo anunciou a vinda a Angola, brevemente, de autarcas cabo-verdianos, para a troca de experiência no domíno autárquico. 

 

Dentre os documentos, destacam-se passaportes e bilhetes de identidade.

A intenção foi manifestada, na cidade de Benguela, pelo embaixador daquele país lusófono em Angola, Jorge Figueiredo, adiantando que esse serviço vai entrar em funcionamento a curto prazo.

Residem, actualmente, em Benguela cerca de mil e quinhentos cidadãos cabo-verdianos controlados, embora se acredita que o número seja maior.

Muitos desses cidadãos queixam-se de alguma burocracia e morosidade na emissão dos referidos documentos pelo consulado de Cabo Verde em Benguela.

O embaixador prometeu melhorar os serviços consulares aos imigrantes cabo-verdiano.

Por outro lado, Jorge Figueiredo anunciou a vinda a Angola, brevemente, de autarcas cabo-verdianos, para a troca de experiência no domíno autárquico.