Governador quer conclusão de escolas antes do início do ano lectivo

  • Governador do Uíge, José da Rocha, constata obras de reabilitação do hospital da cidade  capital (arquivo)
Uíge – O governador provincial do Uíge, José Carvalho da Rocha, quer que sejam concluídas, antes do início do próximo ano lectivo, as três escolas do ensino primário, em construção no município de Quitexe, enquadradas no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Inicialmente previstas para a conclusão no passado mês de Junho, os estabelecimentos de ensino de sete e 12 salas de aula, com uma execução física acima de 75 por cento, vão albergar três mil e 460 alunos.

José Carvalho da Rocha estabeleceu este prazo, nesta quarta-feira, no final de uma visita a cinco infra-estruturas sociais, em construção no município de Quitexe desde o segundo semestre do ano 2020.

Dirigindo-se aos empreiteiros, o gestor público orientou-os a imprimirem maior dinâmica na execução das obras, justificando que as mesmas deverão servir para albergar mais alunos no próximo ano lectivo.

“Estamos a fazer essas visitas rotineiras não só para verificar o andamento das obras, mas também para impulsionar a sua conclusão, medida que visa melhorar as condições de ensino aprendizagem nas comunidades”, justificou.

Anunciou, igualmente, que serão retomadas as obras de construção da escola de 24 salas de aula, na comuna de Vista Alegre, paralisadas devido a problemas financeiros.

Inicialmente previstas para a conclusão no passado mês de Junho, os estabelecimentos de ensino de sete e 12 salas de aula, com uma execução física acima de 75 por cento, vão albergar três mil e 460 alunos.

José Carvalho da Rocha estabeleceu este prazo, nesta quarta-feira, no final de uma visita a cinco infra-estruturas sociais, em construção no município de Quitexe desde o segundo semestre do ano 2020.

Dirigindo-se aos empreiteiros, o gestor público orientou-os a imprimirem maior dinâmica na execução das obras, justificando que as mesmas deverão servir para albergar mais alunos no próximo ano lectivo.

“Estamos a fazer essas visitas rotineiras não só para verificar o andamento das obras, mas também para impulsionar a sua conclusão, medida que visa melhorar as condições de ensino aprendizagem nas comunidades”, justificou.

Anunciou, igualmente, que serão retomadas as obras de construção da escola de 24 salas de aula, na comuna de Vista Alegre, paralisadas devido a problemas financeiros.