Joana Lina enaltece acção da igreja tocoista nas comunidades

  • Templo da Igreja Tocoista em Luanda
Luanda - A governadora da província de Luanda, Joana Lina, enalteceu, domingo, o papel desempenhado pela igreja tocoista na promoção de acções destinadas ao bem-estar das comunidades.

A governante, que intervinha no culto de acção de graças alusivo aos 103 do profeta Simão Gonçalves Toco, assinalado a 24 deste mês, realçou a parceria entre a igreja tocoista e o governo de Luanda na promoção de várias acções nos sectores da saúde, do saneamento básico e da educação.

Destacou também o contributo dos tocoistas no combate à pandemia da Covid-19 e no apoio às causas sociais, com realce para a doação de alimentos à pessoas vulneráveis e vítimas de calamidades.

De acordo com Joana Lina, este gesto traduz-se na vontade sempre demonstrada pelo profeta Simão Toco, fundador da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, na formação moral e cívica dos cidadãos, na educação, na saúde, no saneamento e no resgate dos valores cívicos e morais.

Recordou que cada cidadão deve sentir-se um partícipe das acções e iniciativas tendentes a garantir o bem-estar, levando infra-estruturas e serviços às populações.

Por seu turno, o bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, Afonso Nunes, reiterou a disposição da congregação de continuar a apoiar o Executivo em acções que visem a melhorias das condições básicas das populações.

Frisou que este foi sempre o objectivo da luta levada a cabo pelo profeta Simão Toco, acrescentando: "Só poderemos honrar o eterno dirigente dos tocoista materializando os ideais pelos quais sempre lutou ".

Simão Gonçalves Toco nasceu em 24 de Fevereiro de 1919, na aldeia de Zulumongo, município de Maquela do Zombo, província do Uíge.

A governante, que intervinha no culto de acção de graças alusivo aos 103 do profeta Simão Gonçalves Toco, assinalado a 24 deste mês, realçou a parceria entre a igreja tocoista e o governo de Luanda na promoção de várias acções nos sectores da saúde, do saneamento básico e da educação.

Destacou também o contributo dos tocoistas no combate à pandemia da Covid-19 e no apoio às causas sociais, com realce para a doação de alimentos à pessoas vulneráveis e vítimas de calamidades.

De acordo com Joana Lina, este gesto traduz-se na vontade sempre demonstrada pelo profeta Simão Toco, fundador da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, na formação moral e cívica dos cidadãos, na educação, na saúde, no saneamento e no resgate dos valores cívicos e morais.

Recordou que cada cidadão deve sentir-se um partícipe das acções e iniciativas tendentes a garantir o bem-estar, levando infra-estruturas e serviços às populações.

Por seu turno, o bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, Afonso Nunes, reiterou a disposição da congregação de continuar a apoiar o Executivo em acções que visem a melhorias das condições básicas das populações.

Frisou que este foi sempre o objectivo da luta levada a cabo pelo profeta Simão Toco, acrescentando: "Só poderemos honrar o eterno dirigente dos tocoista materializando os ideais pelos quais sempre lutou ".

Simão Gonçalves Toco nasceu em 24 de Fevereiro de 1919, na aldeia de Zulumongo, município de Maquela do Zombo, província do Uíge.