Governadora destaca papel da zungueira na sociedade

  • Primeira secretária do MPLA no Huambo, Lotti Nolika
Huambo – A governadora da província do Huambo, Lotti Nolika, destacou esta segunda-feira o papel activo da mulher zungueira na promoção dos valores morais e na garantia do sustento das famílias, apesar das dificuldades que enfrenta diariamente.

Segundo a governante, durante o acto de abertura das jornadas “Março Mulher”, esta franja da sociedade sempre agiu com determinação e coragem para garantir o sustento do lar, um espírito de sacrifício que deve ser cultivado pela nova geração.

“São essas mulheres que espalham a mensagem de amor e solidariedade, além de mostrarem como se deve ganhar a vida com honestidade”, ressaltou a responsável.

Realçou que a família reconhece na mulher o papel natural de dar vida, proteger e educar os filhos, muitas vezes combinando com o sustento do lar, daí a razão de serem consideradas “grandes guerreiras”.

Perante uma plateia constituída por mulheres ligadas à política, à academia, ao empresariado, ao desportivo e à cultura, a governante incentivou a aposta na agricultura, para aumentar a renda familiar, exortando as administrações municipais a criarem locais condignos para acomodar as zungueiras.  

Acrescentou que este grupo de "guerreiras" não só contribui para o bem-estar das famílias, como também tem uma quota-parte no desenvolvimento económico-social.

Lotti Nolika destacou ainda a necessidade de se reforçar, cada vez mais, as acções que visam o empoderamento da mulher, com realce para a formação académica e técnico-profissional, com foco no empreendedorismo.

O acto foi marcado pela entrega de valores monetários não revelados a 158 zungueiras, numa iniciativa do governo local, para apoiar no desenvolvimento dos seus negócios.

 

Segundo a governante, durante o acto de abertura das jornadas “Março Mulher”, esta franja da sociedade sempre agiu com determinação e coragem para garantir o sustento do lar, um espírito de sacrifício que deve ser cultivado pela nova geração.

“São essas mulheres que espalham a mensagem de amor e solidariedade, além de mostrarem como se deve ganhar a vida com honestidade”, ressaltou a responsável.

Realçou que a família reconhece na mulher o papel natural de dar vida, proteger e educar os filhos, muitas vezes combinando com o sustento do lar, daí a razão de serem consideradas “grandes guerreiras”.

Perante uma plateia constituída por mulheres ligadas à política, à academia, ao empresariado, ao desportivo e à cultura, a governante incentivou a aposta na agricultura, para aumentar a renda familiar, exortando as administrações municipais a criarem locais condignos para acomodar as zungueiras.  

Acrescentou que este grupo de "guerreiras" não só contribui para o bem-estar das famílias, como também tem uma quota-parte no desenvolvimento económico-social.

Lotti Nolika destacou ainda a necessidade de se reforçar, cada vez mais, as acções que visam o empoderamento da mulher, com realce para a formação académica e técnico-profissional, com foco no empreendedorismo.

O acto foi marcado pela entrega de valores monetários não revelados a 158 zungueiras, numa iniciativa do governo local, para apoiar no desenvolvimento dos seus negócios.