Governo de Luanda homenageia munícipes falecidos em 2020

  • Cidade de Luanda
Luanda - O governo da Província de Luanda (GPL) homenageia nesta quinta-feira, na transição do ano, os munícipes da capital do país que morreram ao longo de 2020, pelas mais variadas razões, particularmente de covid-19.

O acto será simbolizado com o lançamento de balões brancos, num ano em que estão proibidas as festas de salão, de quintal, com mais de 15 pessoas, e o lançamento de fogos de artifício que assinalam a passagem de ano.

A iniciativa, de acordo com um comunicado do GPL chegado hoje à ANGOP, vai decorrer na Fortaleza de São Miguel (Museu de Historia Militar), no quadro do cenário de consternação e preocupação que se revestiu o ano prestes a findar.

A partir das suas residências, os munícipes são exortados a aderir ao gesto de solidariedade, lê-se na nota de imprensa.

Até terça-feira (29), as autoridades sanitárias angolanas registaram um total de 17 mil e 371 casos positivos de covid-19, desde Março, em Angola, sendo seis mil e 341 doentes activos, 10 mil e 627 recuperados e 403 mortes.

 O total de amostras processadas, desde Março último, é de 307 mil e 348, sendo 17 mil e 37 positivos, o que representa uma taxa de positividade acumulada de 5,7%.

Actualmente, 171 pacientes estão em seguimento clínico nos centros de tratamento do país. Em quarentena institucional, as autoridades sanitárias controlam 255 cidadãos, enquanto sob vigilância epidemiológica encontram-se quatro mil e 31 contactos.

O acto será simbolizado com o lançamento de balões brancos, num ano em que estão proibidas as festas de salão, de quintal, com mais de 15 pessoas, e o lançamento de fogos de artifício que assinalam a passagem de ano.

A iniciativa, de acordo com um comunicado do GPL chegado hoje à ANGOP, vai decorrer na Fortaleza de São Miguel (Museu de Historia Militar), no quadro do cenário de consternação e preocupação que se revestiu o ano prestes a findar.

A partir das suas residências, os munícipes são exortados a aderir ao gesto de solidariedade, lê-se na nota de imprensa.

Até terça-feira (29), as autoridades sanitárias angolanas registaram um total de 17 mil e 371 casos positivos de covid-19, desde Março, em Angola, sendo seis mil e 341 doentes activos, 10 mil e 627 recuperados e 403 mortes.

 O total de amostras processadas, desde Março último, é de 307 mil e 348, sendo 17 mil e 37 positivos, o que representa uma taxa de positividade acumulada de 5,7%.

Actualmente, 171 pacientes estão em seguimento clínico nos centros de tratamento do país. Em quarentena institucional, as autoridades sanitárias controlam 255 cidadãos, enquanto sob vigilância epidemiológica encontram-se quatro mil e 31 contactos.