Novas turbinas para reduzir défice de energia na Huíla

  • Montagem de novas turbinas de energia eléctrica na Huíla
Lubango – Duas turbinas à gás, com 25 megawatts de capacidade cada uma, estão em montagem na Central Térmica do Lubango, província da Huíla, pela empresa pública de Produção de Electricidade (Prodel). , com visa reforçar a capacidade de produção e acabar com as apertadas restrições.

A montagem das turbinas visa reforçar a capacidade de produção e acabar com as actuais restrições, que chegam a durar 12 horas por dia.

A Huíla vive actualmente um défice de energia de quase 72 MW, devido a paralisação da barragem da Matala (39 MW), que está em obras, assim como a avaria de alguns geradores na Central Térmica da Arimba.

Actualmente, a Prodel produz 45 megawatts, destinados aos municípios da Matala, Quipungo, Chibia, Humpata e Lubango.

Os equipamentos TM-2.500, de origem americana, foram adquiridos pelo Ministério da Energia e águas, na base de um contrato celebrado entre os dois governos, em Janeiro de 2020, na perspectiva de melhorar o fornecimento de energia eléctrica no país.

Em declarações hoje, quinta-feira, à ANGOP, o director regional da Prodel, Carlos Armando Sebastião, informou que a montagem da primeira turbina já começou, há alguns dias, e deve estar concluída no final deste mês, altura em que começará a instalação da segunda.

Lamentou que tenham sido furtados cem metros de cabos média tensão e seis tambores reservatórios de óleo lubrificante, situação que cria constrangimentos ao processo.

A ENDE-EP controla 85 mil 912 clientes residentes nos municípios da Matala, Quipungo, Humpata, Chibia e Lubango, sendo os únicos dos 14 municípios com energia da rede pública.

Com uma superfície de 79 mil e 23 quilómetros quadrados, a província da Huíla tem uma população estimada em três milhões, 90 mil e 46 habitantes.

A montagem das turbinas visa reforçar a capacidade de produção e acabar com as actuais restrições, que chegam a durar 12 horas por dia.

A Huíla vive actualmente um défice de energia de quase 72 MW, devido a paralisação da barragem da Matala (39 MW), que está em obras, assim como a avaria de alguns geradores na Central Térmica da Arimba.

Actualmente, a Prodel produz 45 megawatts, destinados aos municípios da Matala, Quipungo, Chibia, Humpata e Lubango.

Os equipamentos TM-2.500, de origem americana, foram adquiridos pelo Ministério da Energia e águas, na base de um contrato celebrado entre os dois governos, em Janeiro de 2020, na perspectiva de melhorar o fornecimento de energia eléctrica no país.

Em declarações hoje, quinta-feira, à ANGOP, o director regional da Prodel, Carlos Armando Sebastião, informou que a montagem da primeira turbina já começou, há alguns dias, e deve estar concluída no final deste mês, altura em que começará a instalação da segunda.

Lamentou que tenham sido furtados cem metros de cabos média tensão e seis tambores reservatórios de óleo lubrificante, situação que cria constrangimentos ao processo.

A ENDE-EP controla 85 mil 912 clientes residentes nos municípios da Matala, Quipungo, Humpata, Chibia e Lubango, sendo os únicos dos 14 municípios com energia da rede pública.

Com uma superfície de 79 mil e 23 quilómetros quadrados, a província da Huíla tem uma população estimada em três milhões, 90 mil e 46 habitantes.