Idosos recebem cesta básica

Saurimo – Cinquenta e três idosos, no município de Saurimo (Lunda Sul), beneficiaram, hoje, segunda-feira, de cestas básicas, com finalidade de mitigar as diversas necessidades alimentares que os mesmos vivem.

Composta por seis produtos, com destaque para óleo alimentar, fuba de milho, arroz, sal de cozinha e sabão, a acção esteve inserida no Dia Nacional da Pessoa Idosa, que assinala-se hoje, segunda-feira, sob o lema “A protecção do idoso como garantia do envelhecimento saudável”.

Na ocasião, a directora do Gabinete Província da Acção Social Família e Igualdade do Género, Luísa Martins, defendeu que o lugar do idoso é no seio familiar, onde deve receber toda atenção e carinho que merece.

Por sua vez, o vice-governador para o sector Político, Social e Económico, Mendes Gaspar, lamentou o facto de ainda se registarem no seio familiar a descriminação social e maus tratos contra os idosos, o que leva muitos a recorrerem aos lares de acolhimento.

Diante disto, exortou as famílias angolanas, em particular da Lunda Sul, a mudarem de comportamento e, prestarem cada vez mais atenção a este grupo etário para que os mesmos se sintam úteis e integrados na sociedade.

Acrescentou que o estado angolano reconhece o valor e o papel da pessoa idosa, para tal tem criado políticas que visam a sua protecção contra qualquer mal, que tem sido alvo no seio familiar e na sociedade em geral.

A província da Lunda Sul controla mais de oito mil idosos e dispõe de um lar da terceira idade que actualmente acolhe 53 velhos de ambos os sexos.

Composta por seis produtos, com destaque para óleo alimentar, fuba de milho, arroz, sal de cozinha e sabão, a acção esteve inserida no Dia Nacional da Pessoa Idosa, que assinala-se hoje, segunda-feira, sob o lema “A protecção do idoso como garantia do envelhecimento saudável”.

Na ocasião, a directora do Gabinete Província da Acção Social Família e Igualdade do Género, Luísa Martins, defendeu que o lugar do idoso é no seio familiar, onde deve receber toda atenção e carinho que merece.

Por sua vez, o vice-governador para o sector Político, Social e Económico, Mendes Gaspar, lamentou o facto de ainda se registarem no seio familiar a descriminação social e maus tratos contra os idosos, o que leva muitos a recorrerem aos lares de acolhimento.

Diante disto, exortou as famílias angolanas, em particular da Lunda Sul, a mudarem de comportamento e, prestarem cada vez mais atenção a este grupo etário para que os mesmos se sintam úteis e integrados na sociedade.

Acrescentou que o estado angolano reconhece o valor e o papel da pessoa idosa, para tal tem criado políticas que visam a sua protecção contra qualquer mal, que tem sido alvo no seio familiar e na sociedade em geral.

A província da Lunda Sul controla mais de oito mil idosos e dispõe de um lar da terceira idade que actualmente acolhe 53 velhos de ambos os sexos.