INAD desmina mais de 16 milhões de metros quadrados no Cuanza Sul

  • Sapatador em acção
Sumbe - Cerca de 16 milhões, 871 mil e 626 metros quadrados de terra foram desminadas este ano pelo Instituto Nacional de Desminagem (INAD), na província do Cuanza Sul, tendo em vista a livre circulação de pessoas e o alargamento das áreas de cultivo.

Em declarações à imprensa, o responsável do INAD no Cuanza Sul, Francisco Augusto, disse que a acção contou com a colaboração da população, que ajudou a localizar as áreas desminadas, que vão servir essencialmente para agricultura.

Salientou que a província do Cuanza Sul é a terceira mais minada do país, depois do Cuando Cubango e do Moxico, o que implica maior capacidade das empresas de desminagem.

Na ocasião, o responsável da coordenação provincial de acção contra as minas, Jorge Pombo, referiu que no Cuanza Sul existem 126 áreas suspeitas, nomeadamente a Cela (com 26), Seles (21), Quilenda (18), Ebo (15) e Amboim (12).

A província do Cuanza Sul tem 12 municípios e 36 comunas e uma área territorial de 55.660 quilómetros quadrados.

Em declarações à imprensa, o responsável do INAD no Cuanza Sul, Francisco Augusto, disse que a acção contou com a colaboração da população, que ajudou a localizar as áreas desminadas, que vão servir essencialmente para agricultura.

Salientou que a província do Cuanza Sul é a terceira mais minada do país, depois do Cuando Cubango e do Moxico, o que implica maior capacidade das empresas de desminagem.

Na ocasião, o responsável da coordenação provincial de acção contra as minas, Jorge Pombo, referiu que no Cuanza Sul existem 126 áreas suspeitas, nomeadamente a Cela (com 26), Seles (21), Quilenda (18), Ebo (15) e Amboim (12).

A província do Cuanza Sul tem 12 municípios e 36 comunas e uma área territorial de 55.660 quilómetros quadrados.