Praça das Mulheres: Prejuízos avaliados em Kz 40 milhões

  • Praça das Mulheres carbonizado no Hoji-Ya-Henda em Cazenga
Luanda - Quarenta milhões de kwanzas é o valor avaliado dos prejuízos causados pelo incêndio de grandes proporções ocorrido na noite de sábado na Praça das Mulheres, no município do Cazenga.

Em declarações hoje (segunda-feira) à ANGOP, o porta-voz provincial em exercício do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Feliciano Paulo, disse que o incêndio naquela infra-estrutura localizada no bairro Mabor terá sido provocado por um curto-circuito, sem causar perdas humanas.

Foram movimentados para o local 40 efectivos dos Bombeiros, apoiados por quatro camiões, com capacidade para 25 a 35 mil litros de água, para a extinção do incêndio, bem como uma ambulância.

De acordo com o responsável, o sinistro teve início às 17 horas, tendo destruído dois armazéns e centenas de lojas de roupas, electrodomésticos, alimentos, entre outros produtos.

Informou, igualmente, que os efectivos dos Bombeiros tiveram dificuldades de extinguir o fogo na sua totalidade, já que os produtos armazenados no mercado são, na sua maioria, inflamáveis.

Localizada num espaço de aproximadamente 300 metros de comprimento e 60 de largura, a Praça das Mulheres tem mais de 600 pequenas lojas geridas por senhoras.

De terça-feira a sábado, os portões do mercado são abertos a partir das cinco horas e encerrados por volta das 16, o que permite que centenas de pessoas, oriundas de vários pontos de Luanda e do interior, comercializem os seus produtos, como roupas, alimentos, jóias, cosméticos, entre outros.

 

 

 

Em declarações hoje (segunda-feira) à ANGOP, o porta-voz provincial em exercício do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Feliciano Paulo, disse que o incêndio naquela infra-estrutura localizada no bairro Mabor terá sido provocado por um curto-circuito, sem causar perdas humanas.

Foram movimentados para o local 40 efectivos dos Bombeiros, apoiados por quatro camiões, com capacidade para 25 a 35 mil litros de água, para a extinção do incêndio, bem como uma ambulância.

De acordo com o responsável, o sinistro teve início às 17 horas, tendo destruído dois armazéns e centenas de lojas de roupas, electrodomésticos, alimentos, entre outros produtos.

Informou, igualmente, que os efectivos dos Bombeiros tiveram dificuldades de extinguir o fogo na sua totalidade, já que os produtos armazenados no mercado são, na sua maioria, inflamáveis.

Localizada num espaço de aproximadamente 300 metros de comprimento e 60 de largura, a Praça das Mulheres tem mais de 600 pequenas lojas geridas por senhoras.

De terça-feira a sábado, os portões do mercado são abertos a partir das cinco horas e encerrados por volta das 16, o que permite que centenas de pessoas, oriundas de vários pontos de Luanda e do interior, comercializem os seus produtos, como roupas, alimentos, jóias, cosméticos, entre outros.