Jovens do Cacolo beneficiam de kits para o auto-emprego

  • Teresa Rodrigues Dias, Ministra da Administração Pública Trabalho e Segurança Social
Cacolo – Dezoito jovens do município do Cacolo, província da Lunda Sul, beneficiaram, nesta quarta-feira, de kits de trabalho para o auto-emprego, no âmbito do Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Os kits foram entregues pela ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Teresa Dias, aos beneficiários formados pelo Centro Integrado do Emprego e Formação Profissional de Cacolo, nos cursos de serralharia, pedreiro, corte e costura e informática e vão permitir a criação de 48 postos de trabalho.

Na ocasião, a ministra reconheceu que a quantidade dos kits é insuficiente, para atender os 193 formandos, sublinhando que o acto representa mais um esforço do governo em promover o empreendedorismo, para o bem-estar dos jovens e combate a pobreza no seio das famílias.

“Temos consciência, enquanto Governo, que, de facto, não conseguimos garantir emprego para todos os jovens, mas todos esforços estão a ser feitos para se atingir as metas preconizadas”, ressaltou.

Com efeito, apelou aos beneficiários a cuidarem dos kits, para maior durabilidade dos meios e para se atingirem os objectivos preconizados pelo governo angolano.

Teresa Dias recomendou uma especial atenção na inserção de novos portadores de deficiência nos centros de formação.

Por outro lado, no tocante a degradação do centro de formação profissional, fez saber que já existe uma empresa, para dentro de dias, dar início as obras de reparação das infra-estruturas, bem como apetrecho com equipamentos modernos garantidos.

Reiterou que o Executivo tem um projecto voltado para o índice de redução de desemprego no país e a sua execução é prova da vontade política de gerar emprego.

Para o presente ano lectivo, o Centro Integrado do Emprego e Formação Profissional de Cacolo tem inscrito 193 formandos assegurados por sete formadores.

Teresa Dias, que cumpre uma visita de 48 horas nesta província, vai proceder quinta-feira, em Saurimo, o lançamento oficial do Plano de Acção Para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Assistiram a cerimónia os vice-governadores para o sector Político, Social e Económico, Mendes Gaspar, e das Infra-estruturas, Evanerson Kaputu, membros do governo, lideres tradicionais, entre outros.

O município tem 30 mil 524 habitantes, distribuídos pelas comunas de Cacolo, Alto Chicapa, Xassengue e Cucumbi, segundo dados do Recenseamento Geral da População e Habitação, realizado em Maio de 2014.

Tem potencialidades para produção de milho, feijão, amendoim, batata-doce, hortícolas e mandioca, onde a população na sua maioria é da etnia Cokwe e a língua nacional mais falada é o Cokwe.

Os kits foram entregues pela ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Teresa Dias, aos beneficiários formados pelo Centro Integrado do Emprego e Formação Profissional de Cacolo, nos cursos de serralharia, pedreiro, corte e costura e informática e vão permitir a criação de 48 postos de trabalho.

Na ocasião, a ministra reconheceu que a quantidade dos kits é insuficiente, para atender os 193 formandos, sublinhando que o acto representa mais um esforço do governo em promover o empreendedorismo, para o bem-estar dos jovens e combate a pobreza no seio das famílias.

“Temos consciência, enquanto Governo, que, de facto, não conseguimos garantir emprego para todos os jovens, mas todos esforços estão a ser feitos para se atingir as metas preconizadas”, ressaltou.

Com efeito, apelou aos beneficiários a cuidarem dos kits, para maior durabilidade dos meios e para se atingirem os objectivos preconizados pelo governo angolano.

Teresa Dias recomendou uma especial atenção na inserção de novos portadores de deficiência nos centros de formação.

Por outro lado, no tocante a degradação do centro de formação profissional, fez saber que já existe uma empresa, para dentro de dias, dar início as obras de reparação das infra-estruturas, bem como apetrecho com equipamentos modernos garantidos.

Reiterou que o Executivo tem um projecto voltado para o índice de redução de desemprego no país e a sua execução é prova da vontade política de gerar emprego.

Para o presente ano lectivo, o Centro Integrado do Emprego e Formação Profissional de Cacolo tem inscrito 193 formandos assegurados por sete formadores.

Teresa Dias, que cumpre uma visita de 48 horas nesta província, vai proceder quinta-feira, em Saurimo, o lançamento oficial do Plano de Acção Para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Assistiram a cerimónia os vice-governadores para o sector Político, Social e Económico, Mendes Gaspar, e das Infra-estruturas, Evanerson Kaputu, membros do governo, lideres tradicionais, entre outros.

O município tem 30 mil 524 habitantes, distribuídos pelas comunas de Cacolo, Alto Chicapa, Xassengue e Cucumbi, segundo dados do Recenseamento Geral da População e Habitação, realizado em Maio de 2014.

Tem potencialidades para produção de milho, feijão, amendoim, batata-doce, hortícolas e mandioca, onde a população na sua maioria é da etnia Cokwe e a língua nacional mais falada é o Cokwe.