Jovens do Cunene beneficiam de kits profissionais e micro-crédito

  • Entrega de Carteiras Profissionais pela Ministra da Administração Pública Trabalho e Segurança Social,Teresa Dias
Cunene - Trezentos e 34 jovens do município de Namacunde, província do Cunene, beneficiaram, hoje, quarta-feira, kits profissionais para o auto-emprego e microcréditos, no âmbito do Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Os kits, num total de 116, são constituídos por equipamentos de corte e costura, serralharia, pedreira, electricidade, carpintaria, agricultura, pastelaria, culinária, soldadura e cabeleireiro, e foram entregues pela ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Teresa Dias, no lançamento oficial do PAPE na província do Cunene.

Trezentos e 61 postos de trabalho resultaram de 175 créditos concedidos e 322 do Programa de Fomento ao Auto-emprego, com 116 kits de trabalho distribuídos, soube-se a margem da cerimónia.

Os beneficiários foram antes formados em matérias de empreendedorismo no domínio da gestão de pequenos negócios.

Os meios foram entregues durante a primeira fase de implementação do PAPE, na província, estando em preparação a segunda fase do projecto que vai incluir um número considerável de jovens dos demais municípios.

No acto de entrega dos kits, o vice-governador para o sector Político, Social e Económico, Apolo Ndinoulenga, disse que o Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE) é a materialização dos objectivos do Executivo  angolano.

“Estamos seguros que o lançamento do PAPE, na província do Cunene, vai contribuir para o fomento das iniciativas empreendedoras no seio da juventude e a sua capacitação em técnicas de gestão de pequenos negócios, visando o combate à fome e à pobreza”, afirmou.

O Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE) faz parte dos esforços do Executivo angolano, na elevação dos níveis de bem-estar económico e social das populações, através de um conjunto de projectos, programas e medidas que visam empoderar a população jovem.

Durante a sua jornada de trabalho no Cunene, a ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social vai orientar a abertura do ciclo formativo do Sistema Nacional de Formação Profissional/2021, bem como se inteirar do funcionamento do sector na província.

Os kits, num total de 116, são constituídos por equipamentos de corte e costura, serralharia, pedreira, electricidade, carpintaria, agricultura, pastelaria, culinária, soldadura e cabeleireiro, e foram entregues pela ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Teresa Dias, no lançamento oficial do PAPE na província do Cunene.

Trezentos e 61 postos de trabalho resultaram de 175 créditos concedidos e 322 do Programa de Fomento ao Auto-emprego, com 116 kits de trabalho distribuídos, soube-se a margem da cerimónia.

Os beneficiários foram antes formados em matérias de empreendedorismo no domínio da gestão de pequenos negócios.

Os meios foram entregues durante a primeira fase de implementação do PAPE, na província, estando em preparação a segunda fase do projecto que vai incluir um número considerável de jovens dos demais municípios.

No acto de entrega dos kits, o vice-governador para o sector Político, Social e Económico, Apolo Ndinoulenga, disse que o Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE) é a materialização dos objectivos do Executivo  angolano.

“Estamos seguros que o lançamento do PAPE, na província do Cunene, vai contribuir para o fomento das iniciativas empreendedoras no seio da juventude e a sua capacitação em técnicas de gestão de pequenos negócios, visando o combate à fome e à pobreza”, afirmou.

O Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE) faz parte dos esforços do Executivo angolano, na elevação dos níveis de bem-estar económico e social das populações, através de um conjunto de projectos, programas e medidas que visam empoderar a população jovem.

Durante a sua jornada de trabalho no Cunene, a ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social vai orientar a abertura do ciclo formativo do Sistema Nacional de Formação Profissional/2021, bem como se inteirar do funcionamento do sector na província.