Kwenda cadastra mais de 13 mil famílias de Quilengues

Lubango - Treze mil e 54 famílias do município de Quilengues, província da Huíla estão cadastradas nas comunas sede, Dinde e Impulo, para a partir de 2021 começarem a receber transferências monetárias no âmbito do Programa de Fortalecimento da Protecção Social, denominado “Kwenda”.

A ideia é que até ao final do ano o cadastramento atinja 23 mil e 599 pessoas do município, para em Janeiro próximo serem seleccionadas as mais vulneráveis para as transferências monetárias, trabalho que está a ser feito por 60 agentes de desenvolvimento comunitário (ADECO).

Em declarações à Angop hoje, sexta-feira, no Lubango, o chefe do departamento provincial do Fundo de Apoio Social na Huíla, Frederico Sanumbutué, frisou que o trabalho é “árduo” e que serão cadastradas todas as famílias, para que o processo de selecção atinja de facto as que mais precisam.

Quanto ao município de Cacula, o primeiro a beneficiar do projecto, o responsável realçou que mil e 118 famílias já beneficiaram da primeira e segunda prestação das transferências monetárias.

Precisou que outros 10.772 agregados familiares foram cadastrados, com a previsão de alcançar os 25.303, até final do ano corrente.

O mau estado das estradas, agravado pelas constantes chuvas tem, segundo a fonte, condicionado o acesso às aldeias e consequentemente às famílias mais vulneráveis.

Frederico Sanumbutué fez saber que o terceiro município a ser contemplado pelo Kwenda vai ser conhecido no primeiro trimestre de 2021, determinado pela comissão multissectorial, atendendo ao inquérito de pobreza multidimensional do Instituto Nacional de Estatística (INE).  

O Kwenda é um programa do Executivo que visa criar políticas de apoio às famílias em situação de extrema vulnerabilidade no país. Está avaliado em 420 milhões USD, dos quais 320 milhões USD financiado pelo Banco Mundial e os 100 milhões USD provenientes do Tesouro.

O projecto tem quatro componentes, nomeadamente as transferências sociais monetárias, que visa atribuir a cada agregado familiar uma renda de 25.500 Kwanzas por trimestre, inclusão produtiva, que é o financiamento de iniciativas económicas viáveis das famílias seleccionadas no programa.

A ideia é que até ao final do ano o cadastramento atinja 23 mil e 599 pessoas do município, para em Janeiro próximo serem seleccionadas as mais vulneráveis para as transferências monetárias, trabalho que está a ser feito por 60 agentes de desenvolvimento comunitário (ADECO).

Em declarações à Angop hoje, sexta-feira, no Lubango, o chefe do departamento provincial do Fundo de Apoio Social na Huíla, Frederico Sanumbutué, frisou que o trabalho é “árduo” e que serão cadastradas todas as famílias, para que o processo de selecção atinja de facto as que mais precisam.

Quanto ao município de Cacula, o primeiro a beneficiar do projecto, o responsável realçou que mil e 118 famílias já beneficiaram da primeira e segunda prestação das transferências monetárias.

Precisou que outros 10.772 agregados familiares foram cadastrados, com a previsão de alcançar os 25.303, até final do ano corrente.

O mau estado das estradas, agravado pelas constantes chuvas tem, segundo a fonte, condicionado o acesso às aldeias e consequentemente às famílias mais vulneráveis.

Frederico Sanumbutué fez saber que o terceiro município a ser contemplado pelo Kwenda vai ser conhecido no primeiro trimestre de 2021, determinado pela comissão multissectorial, atendendo ao inquérito de pobreza multidimensional do Instituto Nacional de Estatística (INE).  

O Kwenda é um programa do Executivo que visa criar políticas de apoio às famílias em situação de extrema vulnerabilidade no país. Está avaliado em 420 milhões USD, dos quais 320 milhões USD financiado pelo Banco Mundial e os 100 milhões USD provenientes do Tesouro.

O projecto tem quatro componentes, nomeadamente as transferências sociais monetárias, que visa atribuir a cada agregado familiar uma renda de 25.500 Kwanzas por trimestre, inclusão produtiva, que é o financiamento de iniciativas económicas viáveis das famílias seleccionadas no programa.