Luanda continua sob cerca sanitária

  • Luanda mantém a cerca sanitária
Luanda - A província de Luanda, epicentro da Covid-19 em Angola, mantém-se sob cerca sanitária por mais 30 dias.

Segundo o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que falava em conferência de imprensa, as entradas e saídas de de Luanda deverão ocorrer mediante autorização das autoridades.

A violaão da cerca sanitária nacional e provincial impoe a aplicação de uma multa de 350 mil kwanzas, contra os 250 mil kwanzas anteriores.

Fruto das novas medidas, de acordo com o governante, só poderrão sair de Luanda ou das cercas sanitárias agentes oficais,  agentes economicos devidamente autorizados, pessoas singulares por questões de doença e morte.     

Segundo o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, que falava em conferência de imprensa, as entradas e saídas de de Luanda deverão ocorrer mediante autorização das autoridades.

A violaão da cerca sanitária nacional e provincial impoe a aplicação de uma multa de 350 mil kwanzas, contra os 250 mil kwanzas anteriores.

Fruto das novas medidas, de acordo com o governante, só poderrão sair de Luanda ou das cercas sanitárias agentes oficais,  agentes economicos devidamente autorizados, pessoas singulares por questões de doença e morte.