FAS cadastra mais de oito mil famílias em Luquembo

Malanje - Oito mil e 348 famílias vulneráveis no município de Luquembo, província de Malanje, foram já cadastradas pelo Fundo de Apoio Social (FAS), desde o dia 7 do mês em curso, a fim de beneficiarem de transferências monetárias, no quadro do programa Kwenda.

Este número consta das 14 mil e 40 famílias que se prevê registar até ao dia 31 deste mês e que começam a receber os valores trimestrais de 25 mil e 500 kwanzas cada, na ordem de 8 mil e 500 kwanzas/mês, a partir da primeira quinzena de Janeiro de 2021.

De acordo com o director do FAS, Gomes Golambole, após o registo das famílias, serão feitas as publicações das listas dos beneficiários e as atribuições dos respectivos cartões multicaixa.

O processo de cadastramento conta com o envolvimento de 75 técnicos e vai abranger 349 aldeias nas comunas de Rimba, Cunga Palanca, Dombo-Wazanga, Capunda e Kimbango, que compõem o município de Luquembo.

A fase piloto do Kwenda (Programa de Fortalecimento da Protecção Social) contempla, para a província de Malanje, os municípios de Luquembo e Cambundi-Catembo, com previsão de atender 21 e 559 famílias, em ambas regiões.

De iniciativa presidencial, o programa Kwenda prevê o pagamento faseado de um milhão e 608 mil famílias dos 164 municípios do país, até 2023, com um valor de 420 milhões de dólares norte-americanos.

O programa contempla também a componente de inclusão produtiva, municipalização da acção social e cadastramento social único.

Este número consta das 14 mil e 40 famílias que se prevê registar até ao dia 31 deste mês e que começam a receber os valores trimestrais de 25 mil e 500 kwanzas cada, na ordem de 8 mil e 500 kwanzas/mês, a partir da primeira quinzena de Janeiro de 2021.

De acordo com o director do FAS, Gomes Golambole, após o registo das famílias, serão feitas as publicações das listas dos beneficiários e as atribuições dos respectivos cartões multicaixa.

O processo de cadastramento conta com o envolvimento de 75 técnicos e vai abranger 349 aldeias nas comunas de Rimba, Cunga Palanca, Dombo-Wazanga, Capunda e Kimbango, que compõem o município de Luquembo.

A fase piloto do Kwenda (Programa de Fortalecimento da Protecção Social) contempla, para a província de Malanje, os municípios de Luquembo e Cambundi-Catembo, com previsão de atender 21 e 559 famílias, em ambas regiões.

De iniciativa presidencial, o programa Kwenda prevê o pagamento faseado de um milhão e 608 mil famílias dos 164 municípios do país, até 2023, com um valor de 420 milhões de dólares norte-americanos.

O programa contempla também a componente de inclusão produtiva, municipalização da acção social e cadastramento social único.