Militantes do MPLA limpam ruas de Malanje

Malanje - Militantes do MPLA promoveram, neste sábado, uma mega campanha de limpeza nas principais ruas da cidade de Malanje, contribuindo na manutenção da salubridade do casco urbano.

Denominada “Meu Bairro Limpo, Minha Responsabilidade”, a actividade consubstanciou-se, essencialmente, na recolha de resíduos sólidos e varrição dos largos da Liberdade, 4 de Fevereiro, bem como dos espaços verdes e áreas de referência da cidade e da periferia, com destaque para as avenidas comandante Dangereux e Hoji Ya Henda.

O secretário para questões políticas e eleitorais, Pedro Gaspar, disse que a limpeza teve participação de moradores, estudantes, religiosos, membros do governo da província, efectivos da polícia nacional e das forças armadas angolanas (FAA) e voluntários, com a colaboração da administração municipal de Malanje.

Precisou ser intenção tornar a cidade de Malanje e zonas periféricas mais limpas e atraentes para o orgulho de todos os cidadãos.

Pedro Gaspar garantiu que actividade do género serão realizadas sempre que necessários, uma vez que as pessoas devem viver num lugar limpo e com saúde.

“Não podemos deixar que o governo faça tudo, nós também devemos adoptar medidas e posturas correctas perante a sociedade, prestar a nossa contribuição na limpeza da cidade, porque o problema do lixo não está apenas na administração municipal que recolhe o lixo, mas também de quem o produz”, frisou, realçando que uma cidade limpa não é aquela que mais se limpa, mas sim a que menos se suja.

Apelou aos cidadãos no sentido de serem exemplares na recolha e tratamento dos resíduos sólidos, devendo ter capacidade proactiva de poder manter a cidade de Malanje e as zonas periféricas limpas.


 

Denominada “Meu Bairro Limpo, Minha Responsabilidade”, a actividade consubstanciou-se, essencialmente, na recolha de resíduos sólidos e varrição dos largos da Liberdade, 4 de Fevereiro, bem como dos espaços verdes e áreas de referência da cidade e da periferia, com destaque para as avenidas comandante Dangereux e Hoji Ya Henda.

O secretário para questões políticas e eleitorais, Pedro Gaspar, disse que a limpeza teve participação de moradores, estudantes, religiosos, membros do governo da província, efectivos da polícia nacional e das forças armadas angolanas (FAA) e voluntários, com a colaboração da administração municipal de Malanje.

Precisou ser intenção tornar a cidade de Malanje e zonas periféricas mais limpas e atraentes para o orgulho de todos os cidadãos.

Pedro Gaspar garantiu que actividade do género serão realizadas sempre que necessários, uma vez que as pessoas devem viver num lugar limpo e com saúde.

“Não podemos deixar que o governo faça tudo, nós também devemos adoptar medidas e posturas correctas perante a sociedade, prestar a nossa contribuição na limpeza da cidade, porque o problema do lixo não está apenas na administração municipal que recolhe o lixo, mas também de quem o produz”, frisou, realçando que uma cidade limpa não é aquela que mais se limpa, mas sim a que menos se suja.

Apelou aos cidadãos no sentido de serem exemplares na recolha e tratamento dos resíduos sólidos, devendo ter capacidade proactiva de poder manter a cidade de Malanje e as zonas periféricas limpas.