MAPTSS aposta na motivação e competência dos recursos humanos

  • Teresa Rodrigues Dias, Ministra do Trabalho e Segurança Social
Luanda - A ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Teresa Rodrigues Dias, afirmou, esta quinta-feira, que a administração pública opera dentro de uma conjuntura económica e política complexa e de mudança, em que acentua a necessidade de recursos humanos motivados e competentes.

Para tal, disse ser necessário o desenvolvimento de práticas de recursos humanos capazes de dar bons resultados.

A governante, que falava na abertura do seminário sobre o percurso histórico da gestão dos recursos humanos, defendeu que o capital humano desempenha um papel fundamental para a "máquina" se manter em funcionamento, de forma activa.

Para a ministra , muito se tem feito na administração pública  angolana para que sejam quebrados padrões que actuam com práticas administrativas burocráticas, como a elaboração da efectividade, remuneração e avaliação de desempenho.

A ministra apontou a adoção de políticas alinhadas as necessidades administrativas e olhar para uma visão estratégia que enquadra o capital humano como parceiro estratégico para resultar maior produtividade.

"Sem uma aposta no capital humano os resultados dificilmente ocorrerão", referiu.

Por  esta razão, apelou que se mantenha o espírito de entrega no sentido do amor ao próximo, solidariedade, cumprimento e respeito ao património.

Para tal, disse ser necessário o desenvolvimento de práticas de recursos humanos capazes de dar bons resultados.

A governante, que falava na abertura do seminário sobre o percurso histórico da gestão dos recursos humanos, defendeu que o capital humano desempenha um papel fundamental para a "máquina" se manter em funcionamento, de forma activa.

Para a ministra , muito se tem feito na administração pública  angolana para que sejam quebrados padrões que actuam com práticas administrativas burocráticas, como a elaboração da efectividade, remuneração e avaliação de desempenho.

A ministra apontou a adoção de políticas alinhadas as necessidades administrativas e olhar para uma visão estratégia que enquadra o capital humano como parceiro estratégico para resultar maior produtividade.

"Sem uma aposta no capital humano os resultados dificilmente ocorrerão", referiu.

Por  esta razão, apelou que se mantenha o espírito de entrega no sentido do amor ao próximo, solidariedade, cumprimento e respeito ao património.