MASFAMU apela à denúncia de casos de violência contra a pessoa idosa

  • Idosos no Lar Nhakatolo
Luanda - O Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU) apelou, nesta terça-feira, a sociedade no sentido de denunciar actos contra a dignidade psicológica, física, patrimonial ou sexual da pessoa idosa.

Numa mensagem em alusão ao Dia  Internacional de Consciencialização e Combate à Violencia contra a Pessoa Idosa, que hoje se assinala, o MASFAMU destaca a importância da pessoa idosa na perpectuação das boas práticas de convivência, daí que a sua protecção e cuidado deve ser uma prioridade na agenda familiar e na sociedade.

"Reconhecemos que a estrutura familiar tem sido abalada desde 2014 com a crise económica e agravada com a pandemia da Covid 19, mas não pode servir de motivo para a desvalorização desta importante figura na família", sublinha.

O documento adianta, que neste sentido, o MASFAMU elaborou um conjunto de políticas em prol da família e da terceira idade, implementada através do Progrma Nacional de Valorização da Família e Reforço das Competências Familiares, bem como promove campanhas que visam valorizar a terceira idade.

"Esperamos que haja maior valorização desta franja da sociedade por ser uma fonte de saber e de conhecimento, uma biblioteca viva que deve ser aproveitada para passagem de testemunhos e modelos de conduta, comportamento e experiências de vida", realça o documento.

O Dia Internacional de Consciencialização e Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa (15 de Junho) foi instituido em 2006 pelas Nações Unidas e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência a Pessoa Idosa, com o objectivo principal da reflexão de questões que visam acabar com a violência contra a pessoa idosa.
 

Numa mensagem em alusão ao Dia  Internacional de Consciencialização e Combate à Violencia contra a Pessoa Idosa, que hoje se assinala, o MASFAMU destaca a importância da pessoa idosa na perpectuação das boas práticas de convivência, daí que a sua protecção e cuidado deve ser uma prioridade na agenda familiar e na sociedade.

"Reconhecemos que a estrutura familiar tem sido abalada desde 2014 com a crise económica e agravada com a pandemia da Covid 19, mas não pode servir de motivo para a desvalorização desta importante figura na família", sublinha.

O documento adianta, que neste sentido, o MASFAMU elaborou um conjunto de políticas em prol da família e da terceira idade, implementada através do Progrma Nacional de Valorização da Família e Reforço das Competências Familiares, bem como promove campanhas que visam valorizar a terceira idade.

"Esperamos que haja maior valorização desta franja da sociedade por ser uma fonte de saber e de conhecimento, uma biblioteca viva que deve ser aproveitada para passagem de testemunhos e modelos de conduta, comportamento e experiências de vida", realça o documento.

O Dia Internacional de Consciencialização e Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa (15 de Junho) foi instituido em 2006 pelas Nações Unidas e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência a Pessoa Idosa, com o objectivo principal da reflexão de questões que visam acabar com a violência contra a pessoa idosa.