PIIM já tem verbas no Moxico

Luena – O Ministério das Finanças (MINFIN) iniciou, nesta quinta-feira, a cabimentar verbas para a execução da segunda fase das obras do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) nos municípios do Moxico (sede) e Alto Zambeze.

A informação foi avançada pelo governador provincial, Gonçalves Muandumba, após constatar o andamento dos projectos do PIIM no município do Moxico (sede da província).

A província do Moxico conta com 87 acções inscritas no âmbito do PIIM, distribuídas em diferentes sectores, entre as quais vias de comunicação, unidades hospitalares, escolas, energia, água, saneamento básico e ordem pública.

Durante a primeira fase, maior parte das empresas envolvidas na execução das obras do PIIM receberam apenas de 15 por cento do valor global previsto.

Segundo o governador provincial, o Ministério das Finanças já começou a disponibilizar a fase seguinte dos pagamentos para se dar seguimento das obras até então paralisadas.

A escola do ensino primário nº 179, no bairro Tchifuchi, por exemplo, com termo previsto para Abril de 2021, está a ser reabilitada e ampliada de quatro para 19 salas de aulas, para albergar mais de 800 alunos.

A 50 por cento de execução física, a referida escola está orçada em 165 milhões de kwanzas.

As verbas do PIIM no município sede (Moxico) estão, igualmente, a servir para reabilitar o centro de saúde do bairro Social da Juventude, inaugurado em 2013, com capacidade para 50 camas, orçando 27 milhões de kwanzas e que poderão terminar dentro de três meses.

No bairro Sinal-Novo estão em construção três residências para os funcionários da administração municipal do Moxico, orçadas em 105 milhões de Kwanzas, com previsão para terminar em Abril de 2021. As obras estão com 45 por cento de execução física.

No final da constatação, Gonçalves Muandumba voltou a apelar as empresas a apostarem em obras de qualidades e na sua celeridade.

A informação foi avançada pelo governador provincial, Gonçalves Muandumba, após constatar o andamento dos projectos do PIIM no município do Moxico (sede da província).

A província do Moxico conta com 87 acções inscritas no âmbito do PIIM, distribuídas em diferentes sectores, entre as quais vias de comunicação, unidades hospitalares, escolas, energia, água, saneamento básico e ordem pública.

Durante a primeira fase, maior parte das empresas envolvidas na execução das obras do PIIM receberam apenas de 15 por cento do valor global previsto.

Segundo o governador provincial, o Ministério das Finanças já começou a disponibilizar a fase seguinte dos pagamentos para se dar seguimento das obras até então paralisadas.

A escola do ensino primário nº 179, no bairro Tchifuchi, por exemplo, com termo previsto para Abril de 2021, está a ser reabilitada e ampliada de quatro para 19 salas de aulas, para albergar mais de 800 alunos.

A 50 por cento de execução física, a referida escola está orçada em 165 milhões de kwanzas.

As verbas do PIIM no município sede (Moxico) estão, igualmente, a servir para reabilitar o centro de saúde do bairro Social da Juventude, inaugurado em 2013, com capacidade para 50 camas, orçando 27 milhões de kwanzas e que poderão terminar dentro de três meses.

No bairro Sinal-Novo estão em construção três residências para os funcionários da administração municipal do Moxico, orçadas em 105 milhões de Kwanzas, com previsão para terminar em Abril de 2021. As obras estão com 45 por cento de execução física.

No final da constatação, Gonçalves Muandumba voltou a apelar as empresas a apostarem em obras de qualidades e na sua celeridade.