Ministra Carolina Cerqueira inaugura nova Centralidade no Huambo

  • Centralidade do Kilamba
Huambo – Com quatro mil e uma unidades habitacionais, a Centralidade do município da Caála, província do Huambo, começou a receber os primeiros inquilinos, este sábado, após a sua inauguração pela ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira.

Designada por Centralidade Fernando Faustino Muteka, em homenagem ao nacionalista e ex-governador desta província, o novo projecto habitacional tem  capacidade para albergar 28 mil moradores em 4001 residências do tipo T3.

Entre as residências, constam 2.832 apartamentos, 808 Moradias duplex, 361 moradias térreas, além de 240 casas comerciais, conta com três centros infantis, dois jardins-de-infância e três escolas primárias.

No novo projecto habitacional consta, igualmente, duas escolas do ensino secundário, um instituto de formação técnico-profissional, um centro de saúde, igual número de complexo desportivo, esquadra policial.

Possui ainda uma subestação eléctrica, a partir da central do Belém, um centro de tratamento de águas residuais e centro de distribuição de água potável com torre de pressão, acesso viário com 1.1 km de cumprimento e nove de largura de via.

O reservatório de água tem capacidade para bombear três mil e 500 metros cúbicos por dia e da torre de pressão, com 200 metros cúbicos, para o abastecimento eficiente do produto.

A comercialização das habitações será feita de acordo com o novo Regime de Acesso, Decreto Presidencial nº 270/20, de 26 de Outubro, que garante oportunidade de acesso à toda sociedade angolana.

A par da centralidade Fernando Faustino Muteka, a província do Huambo conta, igualmente, com o projecto habitacional do Lossambo, inaugurado em Abril de 2017, com 2009 moradias, ocupadas por mais de 14 mil pessoas, e do Bailundo, neste momento, em fase de conclusão, com três mil residências.

As obras destas três empreitadas foram adjudicadas ao Kora-Angola.

O acto, que decorreu no quadro dos 45 anos da Independência Nacional, contou com as presenças dos ministros das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares de Almeida, da Energia e Águas, João Baptista Borges, Administração do Território, Marcy Lopes, Educação, Luísa Grilo, Saúde, Sílvia Lutucuta, assim como da governadora local, Lotti Nolika, entre outros responsáveis.

(Por dentro)

Nascido a 24 de Janeiro de 1944, na localidade do Bunjei, município do Chipindo, província da Huíla, Fernando Faustino Muteka exerceu, entre 1976-1978, as funções de comissário provincial do Bié, de 1979-1983, as de ministro dos Transportes e Comunicação, de 1983-1987, as de comissário provincial do Namibe.

Do seu currículo de trabalho constam os cargos de ministro da Agricultura, entre 1987 -1991, ao passo que de 1991-1992, secretário de Estado para o Café, tendo ainda desempenhado, entre outras, as funções de ministro sem pastas, entre 1992 – 1997 e de 1997 a 2004 a de ministro do Território.

Fernando Fauvismo Muteka, que também já exerceu as funções deputado à Assembleia Nacional e de assessor do Presidente da República, exercer as funções de governador da província do Huambo, no período entre 2009 a 2014.

Designada por Centralidade Fernando Faustino Muteka, em homenagem ao nacionalista e ex-governador desta província, o novo projecto habitacional tem  capacidade para albergar 28 mil moradores em 4001 residências do tipo T3.

Entre as residências, constam 2.832 apartamentos, 808 Moradias duplex, 361 moradias térreas, além de 240 casas comerciais, conta com três centros infantis, dois jardins-de-infância e três escolas primárias.

No novo projecto habitacional consta, igualmente, duas escolas do ensino secundário, um instituto de formação técnico-profissional, um centro de saúde, igual número de complexo desportivo, esquadra policial.

Possui ainda uma subestação eléctrica, a partir da central do Belém, um centro de tratamento de águas residuais e centro de distribuição de água potável com torre de pressão, acesso viário com 1.1 km de cumprimento e nove de largura de via.

O reservatório de água tem capacidade para bombear três mil e 500 metros cúbicos por dia e da torre de pressão, com 200 metros cúbicos, para o abastecimento eficiente do produto.

A comercialização das habitações será feita de acordo com o novo Regime de Acesso, Decreto Presidencial nº 270/20, de 26 de Outubro, que garante oportunidade de acesso à toda sociedade angolana.

A par da centralidade Fernando Faustino Muteka, a província do Huambo conta, igualmente, com o projecto habitacional do Lossambo, inaugurado em Abril de 2017, com 2009 moradias, ocupadas por mais de 14 mil pessoas, e do Bailundo, neste momento, em fase de conclusão, com três mil residências.

As obras destas três empreitadas foram adjudicadas ao Kora-Angola.

O acto, que decorreu no quadro dos 45 anos da Independência Nacional, contou com as presenças dos ministros das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Manuel Tavares de Almeida, da Energia e Águas, João Baptista Borges, Administração do Território, Marcy Lopes, Educação, Luísa Grilo, Saúde, Sílvia Lutucuta, assim como da governadora local, Lotti Nolika, entre outros responsáveis.

(Por dentro)

Nascido a 24 de Janeiro de 1944, na localidade do Bunjei, município do Chipindo, província da Huíla, Fernando Faustino Muteka exerceu, entre 1976-1978, as funções de comissário provincial do Bié, de 1979-1983, as de ministro dos Transportes e Comunicação, de 1983-1987, as de comissário provincial do Namibe.

Do seu currículo de trabalho constam os cargos de ministro da Agricultura, entre 1987 -1991, ao passo que de 1991-1992, secretário de Estado para o Café, tendo ainda desempenhado, entre outras, as funções de ministro sem pastas, entre 1992 – 1997 e de 1997 a 2004 a de ministro do Território.

Fernando Fauvismo Muteka, que também já exerceu as funções deputado à Assembleia Nacional e de assessor do Presidente da República, exercer as funções de governador da província do Huambo, no período entre 2009 a 2014.