Ministra de Estado aborda apoio aos mais vulneráveis com PAM

  • Ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira
Luanda - A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, abordou, esta quinta-feira, com o director regional do Programa Mundial Alimentar,  Menghestab Haile, a execução de acções em prol das populações vulneráveis e de combate à seca no centro-sul país.

Durante o encontro, a ministra fez ainda referência aos programas Kwenda, merenda escolar, o uso das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem, entre outras acções.

Carolina Cerqueira afirmou que o foco está virado a inclusão social, a melhoria da qualidade e mitigar os efeitos nocivos da seca e da estiagem.

Conforme a ministra, Angola espera contar com o apoio do PAM para a concretização dos programas traçados e em execução para mitigar os efeitos da seca e de emponderamento da mulher e jovem mulher.

 A propósito,  Menghestab Haile garantiu o apoio da organização para a concretização dos programas a favor dos mais vulneráveis, aconselhando o país a aproveitar a experiencia de outros países, entre os quais o Egipto, no alargamento do ensino à distância, com recurso ao uso das novas tecnologias.

Na ocasião,  Menghestab Haile ofereceu um milhão de dólares para apoiar as famílias vulneráveis, por meio da execução de programas que contribuam para mitigar as carências alimentares, entre outras.

Menghestab Haile garantiu a disponibilidade do PAM em cooperar com Angola.

Durante o encontro, a ministra fez ainda referência aos programas Kwenda, merenda escolar, o uso das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem, entre outras acções.

Carolina Cerqueira afirmou que o foco está virado a inclusão social, a melhoria da qualidade e mitigar os efeitos nocivos da seca e da estiagem.

Conforme a ministra, Angola espera contar com o apoio do PAM para a concretização dos programas traçados e em execução para mitigar os efeitos da seca e de emponderamento da mulher e jovem mulher.

 A propósito,  Menghestab Haile garantiu o apoio da organização para a concretização dos programas a favor dos mais vulneráveis, aconselhando o país a aproveitar a experiencia de outros países, entre os quais o Egipto, no alargamento do ensino à distância, com recurso ao uso das novas tecnologias.

Na ocasião,  Menghestab Haile ofereceu um milhão de dólares para apoiar as famílias vulneráveis, por meio da execução de programas que contribuam para mitigar as carências alimentares, entre outras.

Menghestab Haile garantiu a disponibilidade do PAM em cooperar com Angola.