Ministra de Estado homenageada por mulheres diplomatas estrangeiras

  • Grupo de Mulheres Diplomatas homenageia ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira (ao centro)
Luanda – A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, foi homenageada, nesta segunda-feira, em Luanda, pelo grupo de mulheres embaixadoras e chefes de missões diplomáticas acreditadas em Angola. 

A homenagem é fruto do seu empenho e dedicação as causas sociais no país, particularmente o seu envolvimento no processo de emponderamento das mulheres.

A homenagem, enquadrada nas celebrações do Dia Internacional da Mulher, contou com a presença de embaixadoras e chefes de missões diplomáticas de Moçambique, Ghana, Nações Unidas, Suécia, Reino Unido , Suécia, India e União Europeia.

Durante a cerimónia, que reuniu várias mulheres da carreira diplomática, as embaixadoras concluíram que o empoderamento da mulher no Governo angolano está representado pela ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, devido à trajectória profissional e política.

Em declarações à imprensa, a ministra de Estado para a Área Social agradeceu o gesto, referindo que o reconhecimento é extensivo a toda a mulher angolana.

A embaixadora de Moçambique, Osvalda Joana, que liderou a iniciativa, explicou que “o objectivo é reconhecer o empenho da mulher angolana na luta pela emancipação rumo ao empoderamento”.

A iniciativa, esclareceu, enquadra-se no âmbito da diplomacia de género, raramente explorada entre os Estados, para aproximar as mulheres oriundas de vários pontos do mundo.

A embaixadora da Suécia, Ewa Polano, disse que o seu país pretende desenvolver um conjunto de projectos destinados a apoiar a mulher zungueira, para combater a fome e a pobreza.

A Organização das Nações Unidas oficializou o 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher em 1975. 
A data serve como consciencialização para a luta contra as desigualdades de género em todas as sociedades.

A homenagem é fruto do seu empenho e dedicação as causas sociais no país, particularmente o seu envolvimento no processo de emponderamento das mulheres.

A homenagem, enquadrada nas celebrações do Dia Internacional da Mulher, contou com a presença de embaixadoras e chefes de missões diplomáticas de Moçambique, Ghana, Nações Unidas, Suécia, Reino Unido , Suécia, India e União Europeia.

Durante a cerimónia, que reuniu várias mulheres da carreira diplomática, as embaixadoras concluíram que o empoderamento da mulher no Governo angolano está representado pela ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, devido à trajectória profissional e política.

Em declarações à imprensa, a ministra de Estado para a Área Social agradeceu o gesto, referindo que o reconhecimento é extensivo a toda a mulher angolana.

A embaixadora de Moçambique, Osvalda Joana, que liderou a iniciativa, explicou que “o objectivo é reconhecer o empenho da mulher angolana na luta pela emancipação rumo ao empoderamento”.

A iniciativa, esclareceu, enquadra-se no âmbito da diplomacia de género, raramente explorada entre os Estados, para aproximar as mulheres oriundas de vários pontos do mundo.

A embaixadora da Suécia, Ewa Polano, disse que o seu país pretende desenvolver um conjunto de projectos destinados a apoiar a mulher zungueira, para combater a fome e a pobreza.

A Organização das Nações Unidas oficializou o 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher em 1975. 
A data serve como consciencialização para a luta contra as desigualdades de género em todas as sociedades.