Ministra ressalta importância da igreja na educação da criança

  • Ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês
Luanda - A ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, reafirmou, neste domingo, a importância da parceria entre o Estado e a igreja angolana na realização de acções ligadas à educação e protecção da criança.

Em declarações à imprensa, à margem de um culto alusivo ao Dia da Criança Tocoista (20 de Maio), a governante argumentou que esta contribuição da Igreja é fundamental para incutir nos petizes a cultura do respeito dos valores morais e cívicos.

Conforme a ministra, é também importante que se reforce, no âmbito dessa parceria, os programas de sensibilização dos pais e encarregados de educação, visando reduzir os casos de fuga à paternidade em Angola.

"Dentro dos vários problemas de protecção à criança, devemos realçar o da sensibilização da sociedade para evitar casos de fuga à paternidade", sublinhou.

Segundo Faustina Alves, a criança deve ser bem preparada para o futuro e, por isso, as igrejas, como reserva moral da sociedade, desempenharem um papel fulcral.

Anunciou que o Executivo desenvolve uma série de programas, com o intuito de reduzir o número de mortes de crianças à nascença e para facilitar o acesso das mesmas no sistema de educação.

"As crianças não devem ser envolvidas nas desavenças que possam surgir dentro dos lares, uma vez que a elas cabe o direito de serem educadas numa sã convivencia, para se evitar no futuro a existência de homens e mulheres traumatizados pela violência".

Por sua vez, o Bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoista), Dom Afonso Nunes, reiterou a disposição da congregação para continuar a prestar atenção especial à educação dos petizes.

O líder religioso considerou positivos os 20 anos de trabalho desenvolvido pelo Conselho Central da Criança Tocoista, sublinhando que a actual direcção da igreja e a sociedade angolana já contam com o talento muitos jovens instruídos neste órgão, desde 20 de Maio de 2001.

Questionado sobre os projectos em curso para a educação dos menores, apontou a escola dominical, em que os mesmos são instruídos a cumprir os princípios de respeito dos valores morais e éticos.

Avançou, igualmente, que está em preparação um projecto de sensibilização das crianças de rua, a fim de regressarem ao convivio familiar o mais breve possível.

Dom Afonso Nunes lembrou que as crianças de rua já beneficiam de refeições fornecidas pela cozinha comunitária da Igreja Tocoista, em funcionamento na sua catedral, no municipio do Kilamba Kiaxi.

O Conselho da Criança é um dos órgãos da Igreja Tocoista, cuja direcção integra o Episcopado, o Corpo dos 24 Anciãos, o Conselho da Mulher, o Conselho da Juventude, entre outras estruturas.

Em declarações à imprensa, à margem de um culto alusivo ao Dia da Criança Tocoista (20 de Maio), a governante argumentou que esta contribuição da Igreja é fundamental para incutir nos petizes a cultura do respeito dos valores morais e cívicos.

Conforme a ministra, é também importante que se reforce, no âmbito dessa parceria, os programas de sensibilização dos pais e encarregados de educação, visando reduzir os casos de fuga à paternidade em Angola.

"Dentro dos vários problemas de protecção à criança, devemos realçar o da sensibilização da sociedade para evitar casos de fuga à paternidade", sublinhou.

Segundo Faustina Alves, a criança deve ser bem preparada para o futuro e, por isso, as igrejas, como reserva moral da sociedade, desempenharem um papel fulcral.

Anunciou que o Executivo desenvolve uma série de programas, com o intuito de reduzir o número de mortes de crianças à nascença e para facilitar o acesso das mesmas no sistema de educação.

"As crianças não devem ser envolvidas nas desavenças que possam surgir dentro dos lares, uma vez que a elas cabe o direito de serem educadas numa sã convivencia, para se evitar no futuro a existência de homens e mulheres traumatizados pela violência".

Por sua vez, o Bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoista), Dom Afonso Nunes, reiterou a disposição da congregação para continuar a prestar atenção especial à educação dos petizes.

O líder religioso considerou positivos os 20 anos de trabalho desenvolvido pelo Conselho Central da Criança Tocoista, sublinhando que a actual direcção da igreja e a sociedade angolana já contam com o talento muitos jovens instruídos neste órgão, desde 20 de Maio de 2001.

Questionado sobre os projectos em curso para a educação dos menores, apontou a escola dominical, em que os mesmos são instruídos a cumprir os princípios de respeito dos valores morais e éticos.

Avançou, igualmente, que está em preparação um projecto de sensibilização das crianças de rua, a fim de regressarem ao convivio familiar o mais breve possível.

Dom Afonso Nunes lembrou que as crianças de rua já beneficiam de refeições fornecidas pela cozinha comunitária da Igreja Tocoista, em funcionamento na sua catedral, no municipio do Kilamba Kiaxi.

O Conselho da Criança é um dos órgãos da Igreja Tocoista, cuja direcção integra o Episcopado, o Corpo dos 24 Anciãos, o Conselho da Mulher, o Conselho da Juventude, entre outras estruturas.