Minjud e parceiros promovem formação em empreendedorismo

Luanda - - O Ministérios da Juventude e Desportos (Minjud) em parceria com o da Economia e Planeamento lançaram, nesta terça-feira, um ciclo de formação para apoiar jovens empreendedores, bem como os empresários.

O projecto de orientação económica vai se estender em todas províncias e contempla formação ligada as áreas de elaboração de negócios, gestão de empresas, cooperativismo, contabilidade, assistência técnica, formalização de negócios, financiamentos, empreenderorismos, aceleração de negócios e créditos.

Pretende-se, com o efeito, beneficiar 20 mil jovens, num período de dois anos.

Segundo o secretário de Estado da Juventude, Francisco João, que falava na sessão de abertura, a parceria surge na sequência de um protocolo de cooperação que consiste na implementação de um projecto de formação e orientação económica a juventude e será operacionalizado pelo Instituto Angolano da Juventude (IAJ) e o Instituto Nacional de Apoio a Pequenas e Médias Empresas (INAPEM).

Francisco João apelou aos jovens  a aderirem  a  essa iniciativa  através da apresentação  de  candidaturas de forma  virtual nos gabinetes províncias da cultura, juventude e desportos, bem como nas representações do IAJ e do INAPEM.

Por sua vez o director executivo do INAPEM, Samora Kitumba, realçou com essa formação os jovens estarão munidos de ferramentas adequadas para implementar os seus negócios.

Conforme o responsável, o grande desafio actual que se impõe e se espera no país é o do crescimento e o desenvolvimento económico.

A propósito, o secretário-geral da Jura, Agostinho Kamuanga, afirmou ser responsabilidade do Estado criar estratégias apropriadas para o desenvolvimento da juventude.

Djanila Bragança, em representação da JMPLA, enalteceu o projecto, afirmando  que o empreendedorismo ajuda o cidadão a auto empregar-se, bem como gerar mais empregos.

O projecto de orientação económica vai se estender em todas províncias e contempla formação ligada as áreas de elaboração de negócios, gestão de empresas, cooperativismo, contabilidade, assistência técnica, formalização de negócios, financiamentos, empreenderorismos, aceleração de negócios e créditos.

Pretende-se, com o efeito, beneficiar 20 mil jovens, num período de dois anos.

Segundo o secretário de Estado da Juventude, Francisco João, que falava na sessão de abertura, a parceria surge na sequência de um protocolo de cooperação que consiste na implementação de um projecto de formação e orientação económica a juventude e será operacionalizado pelo Instituto Angolano da Juventude (IAJ) e o Instituto Nacional de Apoio a Pequenas e Médias Empresas (INAPEM).

Francisco João apelou aos jovens  a aderirem  a  essa iniciativa  através da apresentação  de  candidaturas de forma  virtual nos gabinetes províncias da cultura, juventude e desportos, bem como nas representações do IAJ e do INAPEM.

Por sua vez o director executivo do INAPEM, Samora Kitumba, realçou com essa formação os jovens estarão munidos de ferramentas adequadas para implementar os seus negócios.

Conforme o responsável, o grande desafio actual que se impõe e se espera no país é o do crescimento e o desenvolvimento económico.

A propósito, o secretário-geral da Jura, Agostinho Kamuanga, afirmou ser responsabilidade do Estado criar estratégias apropriadas para o desenvolvimento da juventude.

Djanila Bragança, em representação da JMPLA, enalteceu o projecto, afirmando  que o empreendedorismo ajuda o cidadão a auto empregar-se, bem como gerar mais empregos.