Moradores do distrito do Golfe realizam campanha de limpeza

  • Vala de drenagem
Luanda – Os moradores do distrito urbano do Golfe, município do Kilamba Kiaxi, em Luanda, realizaram hoje uma campanha de limpeza na vala de drenagem que passa pela localidade, no sentido de reduzir os resíduos sólidos depositados e prevenir doenças como a cólera, malária e a diarreia.

A campanha, que contou com a participação de 30 jovens voluntários munidos de enxadas, pás,  ancinhos e carros de mão, serviu para limpar a vala, num espaço de 500 metros, entre a Ponte na Rua Pedro de Castro e o condomínio do BNA.

Em declarações à ANGOP, João Garcia, um dos coordenadores da actividade, referiu que um dos objectivos da campanha é reduzir os focos de lixo no local e trabalhar com a Comissão de Moradores no sentido de desencorajar os munícipes a deixarem de depositar os resíduos em locais impróprios.

Admitiu que são os moradores que depositam o lixo nas valas, e não se pode esperar que apenas a administração limpe o local, quando a comunidade pode colaborar para ter um ambiente mais saudável.

O coordenador fez saber que a comunidade espera pelo novo modelo de recolha de lixo, sobretudo o de porta-a-porta, visto que não existem contentores no interior do bairro, sendo estes uns dos factores que contribuem para a deposição de resíduos em lugares impróprios.

O município do Kilamba Kiaxi tem uma extensão de 51,7 quilómetros é constituído pelos distritos urbanos da Sapú , Golfe , Palanca, Nova Vida e conta com uma população estimada em 1.380.580 habitantes.

 

A campanha, que contou com a participação de 30 jovens voluntários munidos de enxadas, pás,  ancinhos e carros de mão, serviu para limpar a vala, num espaço de 500 metros, entre a Ponte na Rua Pedro de Castro e o condomínio do BNA.

Em declarações à ANGOP, João Garcia, um dos coordenadores da actividade, referiu que um dos objectivos da campanha é reduzir os focos de lixo no local e trabalhar com a Comissão de Moradores no sentido de desencorajar os munícipes a deixarem de depositar os resíduos em locais impróprios.

Admitiu que são os moradores que depositam o lixo nas valas, e não se pode esperar que apenas a administração limpe o local, quando a comunidade pode colaborar para ter um ambiente mais saudável.

O coordenador fez saber que a comunidade espera pelo novo modelo de recolha de lixo, sobretudo o de porta-a-porta, visto que não existem contentores no interior do bairro, sendo estes uns dos factores que contribuem para a deposição de resíduos em lugares impróprios.

O município do Kilamba Kiaxi tem uma extensão de 51,7 quilómetros é constituído pelos distritos urbanos da Sapú , Golfe , Palanca, Nova Vida e conta com uma população estimada em 1.380.580 habitantes.