Moto-taxistas no Golungo Alto recebem equipamentos de protecção

Golungo Alto - Cinquenta moto-taxistas no município do Golungo Alto, província do Cuanza Norte, receberam, segunda-feira, capacetes de protecção e coletes reflectores.

A iniciativa da administração municipal de Golungo Alto visa, além da organização da actividade de táxi na região, prevenir eventuais acidentes de viação.

 Além dos capacetes e coletes, os motociclistas beneficiaram também de um parque estacionamento com capacidade para 30 motos, assim como passes de identificação.

Administradora municipal interina, Maria Afonso, esclareceu que a entrega dos equipamentos faz parte de um projecto da administração local que visa organizar e dinamizar a actividade de moto-táxi.

O comandante municipal da Polícia Nacional (PN), inspector chefe Domingos Pedro Miguel, apelou aos beneficiários a pautarem por boa conduta e cumprimento das normas do Código de Estrada, para evitar acidentes.

Os moto-taxistas agradeceram o gesto e comprometeram-se a trabalhar e apoiar a administração municipal na resolução de alguns problemas que afligem os munícipes.

A circunscrição conta com 70 cidadãos que exercem a actividade de moto-taxi.

Com uma população estimada em 34 mil habitantes e uma extensão de 1.989 quilómetros quadrados, o município do Golungo Alto dista a 56 quilómetros de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte.

A iniciativa da administração municipal de Golungo Alto visa, além da organização da actividade de táxi na região, prevenir eventuais acidentes de viação.

 Além dos capacetes e coletes, os motociclistas beneficiaram também de um parque estacionamento com capacidade para 30 motos, assim como passes de identificação.

Administradora municipal interina, Maria Afonso, esclareceu que a entrega dos equipamentos faz parte de um projecto da administração local que visa organizar e dinamizar a actividade de moto-táxi.

O comandante municipal da Polícia Nacional (PN), inspector chefe Domingos Pedro Miguel, apelou aos beneficiários a pautarem por boa conduta e cumprimento das normas do Código de Estrada, para evitar acidentes.

Os moto-taxistas agradeceram o gesto e comprometeram-se a trabalhar e apoiar a administração municipal na resolução de alguns problemas que afligem os munícipes.

A circunscrição conta com 70 cidadãos que exercem a actividade de moto-taxi.

Com uma população estimada em 34 mil habitantes e uma extensão de 1.989 quilómetros quadrados, o município do Golungo Alto dista a 56 quilómetros de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte.