MPLA quer reforço das medidas de biossegurança nas comunidades

  • Uíge: Directora do gabinete de cidadania e sociedade civil do MPLA  Fátima Viegas
Uíge - A directora do Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do MPLA, Fátima Viegas, apelou, nesta quarta-feira, na província do Uíge, às autoridades tradicionais a reforçarem as medidas de biossegurança e as campanhas de sensibilização, visando prevenção e o combate à Covid-19 nas comunidades.

 A responsável, que falava no encontro com as autoridades tradicionais da província do Uíge, sublinhou à necessidade de se reforçar as mensagens sobre a importância do uso da máscara facial, lavagem das mãos com água e sabão ou álcool em gel, entre outras medidas preventivas.

“ Temos de transmitir as comunidades mensagens sobre as consequências nefastas desta doença”, despertou.

Fátima Viegas explicou que a inobservância das medidas de prevenção pode resultar no aumento do número de mortes no seio das famílias, razão pela qual apelou à população a evitar aglomerados.

A responsável destacou ainda o papel das autoridades tradicionais na moralização e preservação dos valores de coesão e unidade nacional nas comunidades.

 

 A responsável, que falava no encontro com as autoridades tradicionais da província do Uíge, sublinhou à necessidade de se reforçar as mensagens sobre a importância do uso da máscara facial, lavagem das mãos com água e sabão ou álcool em gel, entre outras medidas preventivas.

“ Temos de transmitir as comunidades mensagens sobre as consequências nefastas desta doença”, despertou.

Fátima Viegas explicou que a inobservância das medidas de prevenção pode resultar no aumento do número de mortes no seio das famílias, razão pela qual apelou à população a evitar aglomerados.

A responsável destacou ainda o papel das autoridades tradicionais na moralização e preservação dos valores de coesão e unidade nacional nas comunidades.