MPLA destaca feitos de Paulino Damião

  • Paulino Damião, na XX Edição do Prémio Maboque em Jornalismo
Luanda - O Bureau Político do Comité Central do MPLA destacou, nesta quinta-feira, o percurso profissional do repórter fotográfico Paulino Damião, do Jornal de Angola.

O profissional, um dos mais veteranos e conhecidos fotógrafos do país, morreu nesta quinta-feira, em Luanda, vítima de doença.

Em nota, o MPLA destaca os feitos "Cinquenta", como era carinhosamente chamado, e a sua  empenhada contribuição na valorização e dignificação do foto-jornalismo.

O partido lembra que o fotógrafo narrou e registou vários acontecimentos da história recente de Angola, sublinhando que deixou  trabalhos de singular e elevado valor artístico.

Recorda que, fruto desta dedicação, Paulino Damião viu alguns dos trabalhos reconhecidos, com a atribuição do Prémio Nacional de Jornalismo (2010) e o Prémio Maboque de Jornalismo (2013), na categoria de Fotografia.

"O alto grau de sensibilidade na recolha da imagem, o pormenor que mostra a competência, a humildade e a simpatia no relacionamento social fizeram de Cinquenta, natural de Nambuangongo, província do Bengo, uma das personagens mais emblemáticas do Jornalismo Angolano", lê-se na nota, enviada à ANGOP.

Conforme o MPLA, tratou-se de um homem de invulgares qualidades, cujo percurso ficou igualmente marcado pela dedicação e empenho no forjar de novos talentos, de quem sempre desfrutou da admiração, carinho e respeito.