Mulheres beneficiam de formação em empreendedorismo e emponderamento

  • Kits profissionais (arquivo)
Luanda – Trezentas mulheres beneficiaram de formação profissional gratuita nas áreas de informática, língua inglesa e pastelaria, uma acção que visa emponderar mulheres vulneráveis.

Sob iniciativa da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA-I Angola), os cursos encerraram a segunda fase do projecto de “Empreendedorismo e Emponderamento Feminino”, capacitando-as para o mercado de trabalho.

A propósito, a secretária de Estado da Família e Promoção da Mulher, Elsa Bárber, afirmou que esta acção vai contribuir na acção de combate à pobreza, por constituir uma oportunidade para as mulheres e suas famílias saírem da pobreza e vulnerabilidade em que se encontram.

A responsável referiu que o Executivo tem em carteira programas que vão viabilizar, em primeira instância, a potencialização das mulheres com iniciativa de geração de renda e inclusão produtiva para o auto emprego.

“Neste particular, o projecto em causa é uma mais-valia por contribuir para a quebra de barreiras no domínio de emponderamento económico”, disse.

A ExxonMobil, a ANPG, operadores do Bloco 15 e associados apoiam a ADRA –I Angola ao financiar o projecto “E Empreendedorismo e empoderamento feminino” desde Janeiro de 2020

Segundo a directora de interesses conjuntos da ExxonMobil, Eunice Andrade, a empresa e associados abraçaram esse projecto para proporcionar as ferramentas e técnicas necessárias para começarem os seus negócios.

Para promover o crescimento económico das mulheres, a associação do bloco 15 investiu, desde o inicio das suas operações, em 1994, mais de dois milhões de dólares em programas de educação, desenvolvimento e capacitação das mulheres.

Sob iniciativa da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA-I Angola), os cursos encerraram a segunda fase do projecto de “Empreendedorismo e Emponderamento Feminino”, capacitando-as para o mercado de trabalho.

A propósito, a secretária de Estado da Família e Promoção da Mulher, Elsa Bárber, afirmou que esta acção vai contribuir na acção de combate à pobreza, por constituir uma oportunidade para as mulheres e suas famílias saírem da pobreza e vulnerabilidade em que se encontram.

A responsável referiu que o Executivo tem em carteira programas que vão viabilizar, em primeira instância, a potencialização das mulheres com iniciativa de geração de renda e inclusão produtiva para o auto emprego.

“Neste particular, o projecto em causa é uma mais-valia por contribuir para a quebra de barreiras no domínio de emponderamento económico”, disse.

A ExxonMobil, a ANPG, operadores do Bloco 15 e associados apoiam a ADRA –I Angola ao financiar o projecto “E Empreendedorismo e empoderamento feminino” desde Janeiro de 2020

Segundo a directora de interesses conjuntos da ExxonMobil, Eunice Andrade, a empresa e associados abraçaram esse projecto para proporcionar as ferramentas e técnicas necessárias para começarem os seus negócios.

Para promover o crescimento económico das mulheres, a associação do bloco 15 investiu, desde o inicio das suas operações, em 1994, mais de dois milhões de dólares em programas de educação, desenvolvimento e capacitação das mulheres.