Mulheres capacitadas sobre saúde sexual e reprodutiva

  • Mulheres capacitadas sobre Saúde Sexual e Reprodutiva
Malanje- Trinta e seis mulheres representantes de comunidades rurais estão a ser capacitadas desde hoje, quarta-feira, sobre saúde sexual e reprodutiva, numa iniciativa da Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) Antena Malanje.

 

Com duração de dois dias, a formação enquadra-se no âmbito da promoção do equilíbrio e justiça social e reforço do papel das mulheres em prol do progresso social.

No encontro estão a ser abordados temas relacionados com a pobreza e higiene menstrual, abusos, exploração sexual e violência obstétrica (que se consubstancia nos abusos físicos ou psicológicos sofridos por algumas mulheres durante o trabalho de parto nas unidades hospitalares públicas ou privadas).

Segundo a técnica de desenvolvimento da ADRA, Vânia da Costa Júlio, a iniciativa tem por base fortalecer a intervenção das mulheres no meio rural.

Referiu que o evento, realizado anualmente, visa igualmente analisar o acesso das mulheres aos serviços de saúde sexual e reprodutiva a que muitas raparigas estão sujeitas nas zonas rurais, bem como discutir aspectos ligados às medidas de prevenção dos casos de violência e exploração sexual.

A ADRA é uma organização não-governamental criada em 1990, com a missão de contribuir no desenvolvimento democrático, social e ambiental do país.

Em Malanje, a organização intervém nos municípios de Malanje, Cacuso, Calandula, Kiwaba Nzoji, Quela e Cangandala.

 

Com duração de dois dias, a formação enquadra-se no âmbito da promoção do equilíbrio e justiça social e reforço do papel das mulheres em prol do progresso social.

No encontro estão a ser abordados temas relacionados com a pobreza e higiene menstrual, abusos, exploração sexual e violência obstétrica (que se consubstancia nos abusos físicos ou psicológicos sofridos por algumas mulheres durante o trabalho de parto nas unidades hospitalares públicas ou privadas).

Segundo a técnica de desenvolvimento da ADRA, Vânia da Costa Júlio, a iniciativa tem por base fortalecer a intervenção das mulheres no meio rural.

Referiu que o evento, realizado anualmente, visa igualmente analisar o acesso das mulheres aos serviços de saúde sexual e reprodutiva a que muitas raparigas estão sujeitas nas zonas rurais, bem como discutir aspectos ligados às medidas de prevenção dos casos de violência e exploração sexual.

A ADRA é uma organização não-governamental criada em 1990, com a missão de contribuir no desenvolvimento democrático, social e ambiental do país.

Em Malanje, a organização intervém nos municípios de Malanje, Cacuso, Calandula, Kiwaba Nzoji, Quela e Cangandala.