Munícipes em Cambambe informados sobre Registo eleitoral

Dondo - Munícipes em Cambambe, província do Cuanza Norte, foram informados terça-feira sobre o registo eleitoral oficioso e as condições de emissão do cartão de identidade de residência, com a entrada em funcionamento do Balcão Único de Atendimento ao Público (BUAP).

Num encontro com membros do Conselho de Auscultação da Comunidade, a directora provincial dos Registos, Maria Ricardo Rodrigues, informou que o registo eleitoral oficioso será fiscalizado por representantes de partidos políticos.

A primeira fase do processo vai decorrer de 23 de Setembro a Novembro deste ano, com a emissão gratuita dos cartões de munícipes, num guiché, na sede da Administração Municipal de Cambambe.

  A segunda fase, a acontecer nos meses de Novembro e Dezembro, será extensiva às zonas rurais e na terceira, a partir de Janeiro de 2022, a emissão do cartão de munícipe será mediante o pagamento de emolumento.

A atribuição do cartão, explicou, visa facilitar ao governo a execução de políticas públicas, para melhor definição de projectos.

Do encontro, testemunhado pelo Administrador de Cambambe, Adão António Malungo, participaram líderes juvenis, religiosos, representantes dos órgãos de defesa e segurança, autoridades tradicionais, funcionários público, entre outros convidados.

O município de Cambambe, com cerca de 90 mil habitantes,  tem uma superfície de 5. 212 quilómetros quadrados e conta com quatro comunas - Massangano, Dange-ya- Menha, Zenza- do- Itombe e São Pedro da Quilemba

 

Num encontro com membros do Conselho de Auscultação da Comunidade, a directora provincial dos Registos, Maria Ricardo Rodrigues, informou que o registo eleitoral oficioso será fiscalizado por representantes de partidos políticos.

A primeira fase do processo vai decorrer de 23 de Setembro a Novembro deste ano, com a emissão gratuita dos cartões de munícipes, num guiché, na sede da Administração Municipal de Cambambe.

  A segunda fase, a acontecer nos meses de Novembro e Dezembro, será extensiva às zonas rurais e na terceira, a partir de Janeiro de 2022, a emissão do cartão de munícipe será mediante o pagamento de emolumento.

A atribuição do cartão, explicou, visa facilitar ao governo a execução de políticas públicas, para melhor definição de projectos.

Do encontro, testemunhado pelo Administrador de Cambambe, Adão António Malungo, participaram líderes juvenis, religiosos, representantes dos órgãos de defesa e segurança, autoridades tradicionais, funcionários público, entre outros convidados.

O município de Cambambe, com cerca de 90 mil habitantes,  tem uma superfície de 5. 212 quilómetros quadrados e conta com quatro comunas - Massangano, Dange-ya- Menha, Zenza- do- Itombe e São Pedro da Quilemba