Namibe: Governante apela responsabilidade e patriotismo das comissões de moradores

  • Namibe: Participantes ao seminário  sobre  comissões de moradores
  • Governador da província do Namibe, Archer Mangueira
Moçâmedes- O governador do Namibe, Archer Mangueira, apelou hoje, nesta cidade, maior responsabilidade e patriotismo às comissões de moradores, para se atingir os objectivos e desafios a realizar a favor das comunidades.

Para que o trabalho das comissões de moradores surta efeito, Archer Mangeuira, pediu o espirito de equipa e voluntariado, compromisso e vontade para que os interesses do Estado se unifiquem com os das populações.

Ao discursar na abertura do primeiro seminário de capacitação e formação sobre a organização, funcionameto e revitlização das comissões e conselhos de moradores a decorrer durante dois dias, disse ser necessário que as organizações nas comunidades concentrem os interesses comuns.

Reiteirou o compromisso de colocar, à disposição das comissões, os meios técnicos sempre que possível, concretamente aqueles ligados aos sectores da Educação, Saúde, Ambiente e outros que têm impacto directo na vida das pessoas.

Salientou ainda que as Comissões de Moradores organizadas vão ajudar a reduzir o distanciamento entre os órgãos da Administração Local do Estado e os cidadãos.

Na ocasião, o director municipal dos Registos, Benvindo Pascoal, ressaltou que se as pessoas estiverem bem orientadas, mais fácil será a transmissão dos seus interesses aos órgãos da Administração do Estado, e estes, por sua vez, assegurarão a realização destes interesses.

“Para a prossecução dos seus objectivos, as comissões dispõem de um conjunto de atribuições e competências, que passa pelo controlo estatístico dos cidadãos residentes, promoção de campanhas de limpeza, denúncias contra transgressões administrativas entre outros”, acrescentou.

O referido seminário comporta 3 módulos e nele participam distintos responsáveis das comissões e conselhos de moradores do municipio de Moçâmedes.

O objectivo é adquirirem ferramentas sobre liderança comunitária e gestão urbana para defesa dos interesses comuns, orgânica sobre a organização e funcionamento das comissões de moradores, plano estratégico para revitalização das comissões, assim como, o estatuto dos conselhos de moradores.

 

 

 

Para que o trabalho das comissões de moradores surta efeito, Archer Mangeuira, pediu o espirito de equipa e voluntariado, compromisso e vontade para que os interesses do Estado se unifiquem com os das populações.

Ao discursar na abertura do primeiro seminário de capacitação e formação sobre a organização, funcionameto e revitlização das comissões e conselhos de moradores a decorrer durante dois dias, disse ser necessário que as organizações nas comunidades concentrem os interesses comuns.

Reiteirou o compromisso de colocar, à disposição das comissões, os meios técnicos sempre que possível, concretamente aqueles ligados aos sectores da Educação, Saúde, Ambiente e outros que têm impacto directo na vida das pessoas.

Salientou ainda que as Comissões de Moradores organizadas vão ajudar a reduzir o distanciamento entre os órgãos da Administração Local do Estado e os cidadãos.

Na ocasião, o director municipal dos Registos, Benvindo Pascoal, ressaltou que se as pessoas estiverem bem orientadas, mais fácil será a transmissão dos seus interesses aos órgãos da Administração do Estado, e estes, por sua vez, assegurarão a realização destes interesses.

“Para a prossecução dos seus objectivos, as comissões dispõem de um conjunto de atribuições e competências, que passa pelo controlo estatístico dos cidadãos residentes, promoção de campanhas de limpeza, denúncias contra transgressões administrativas entre outros”, acrescentou.

O referido seminário comporta 3 módulos e nele participam distintos responsáveis das comissões e conselhos de moradores do municipio de Moçâmedes.

O objectivo é adquirirem ferramentas sobre liderança comunitária e gestão urbana para defesa dos interesses comuns, orgânica sobre a organização e funcionamento das comissões de moradores, plano estratégico para revitalização das comissões, assim como, o estatuto dos conselhos de moradores.