Novo administrador da centralidade quer melhoria no saneamento básico

Cuito - O novo administrador da Centralidade Horizonte do Cuito, no Bié, Semeão Cachequele Buta de Oliveira, aposta na melhoria do saneamento básico, para devolver a boa imagem do complexo.

Em declarações à imprensa, no final da cerimónia de empossamento, Semeão de Oliveira, que substitui Henrique Arsénio, disse ser imperioso primar pela higienização dos edifícios e ruas, para garantir um ambiente sadio.

Na ocasião, o administrador do município, Abel Guerra Paulo, informou que a centralidade Horizonte conta, actualmente, com duas empresas de recolha de lixo, exortando mais trabalho para se p^ôr fim  as tentativas de transgressões protagonizadas pelos moradores.

O acto serviu, igualmente, para empossar o novo chefe de secção dos serviços municipalizados de energia e águas, Agostinho Lopes Lindo.

Com um total de 2.784 residências das seis mil previstas, a centralidade Horizonte do Cuito foi erguida no âmbito do programa “Meu Sonho, Minha Casa”, uma parceria entre a Kora Angola e o Executivo, numa área de 300 hectares.  

Em Outubro de 2020, se deu arranque a construção da segunda fase que vai contemplar 398 habitações da tipologia T3, entre apartamentos e moradias, ultrapassando os 50 por cento do projecto inicial.  

Na centralidade estão em funcionamento duas escolas do II ciclo do ensino secundário, com 24 salas de aula, e uma primária, com 12 salas, um jardim-de-infância, dois centros infantis, um centro de saúde e um posto policial.

 

 

Em declarações à imprensa, no final da cerimónia de empossamento, Semeão de Oliveira, que substitui Henrique Arsénio, disse ser imperioso primar pela higienização dos edifícios e ruas, para garantir um ambiente sadio.

Na ocasião, o administrador do município, Abel Guerra Paulo, informou que a centralidade Horizonte conta, actualmente, com duas empresas de recolha de lixo, exortando mais trabalho para se p^ôr fim  as tentativas de transgressões protagonizadas pelos moradores.

O acto serviu, igualmente, para empossar o novo chefe de secção dos serviços municipalizados de energia e águas, Agostinho Lopes Lindo.

Com um total de 2.784 residências das seis mil previstas, a centralidade Horizonte do Cuito foi erguida no âmbito do programa “Meu Sonho, Minha Casa”, uma parceria entre a Kora Angola e o Executivo, numa área de 300 hectares.  

Em Outubro de 2020, se deu arranque a construção da segunda fase que vai contemplar 398 habitações da tipologia T3, entre apartamentos e moradias, ultrapassando os 50 por cento do projecto inicial.  

Na centralidade estão em funcionamento duas escolas do II ciclo do ensino secundário, com 24 salas de aula, e uma primária, com 12 salas, um jardim-de-infância, dois centros infantis, um centro de saúde e um posto policial.