Novo administrador de Menongue prioriza saneamento básico

Menongue - A melhoria do saneamento básico da zona urbana e periferia, através do reforço da recolha de resíduos sólidos, constitui uma das prioridades do novo administrador de Menongue, capital do Cuando Cubango, Augusto Manuel Ndala.

Outras das apostas de Augusto Ndala, nomeado na passada segunda-feira, passa pela construção dirigida, com a distribuição e loteamento de terrenos, bem como o reforço da parceria com a Polícia Nacional, para a redução da criminalidade.

Em declarações à imprensa, no final da cerimónia da tomada de posse, na sala de reuniões da administração, acto orientado pelo governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, o novo administrador disse que estes projectos e outros constam do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Para loteamento e distribuição para a construção dirigida, Menongue tem duas fundiárias, nomeadamente Mupambala e Tucuve, cujo processo terá início no decorrer ainda deste mês, informou.

Em relação ao saneamento básico, disse que pretende contar com brigadas e empresas existentes para o efeito, bem como a reparação das valas de drenagem para facilidade o escoamento de águas residuais e o seu estancamento.

O novo administrador substitui no cargo Júlio Vidigal, falecido no dia 20 de Dezembro de 2020, vítima de doença.

A cidade de Menongue tem cerca de 361.446 habitantes

Além do administrador de Menongue, tomaram igualmente posse o director do gabinete dos Transportes, Tráfego e Mobilidade Urbana, Pio Viti Teresa Francisco, o administrador comunal do Jamba Cueio (Menongue), António Mpande, administrador comunal adjunto do Baixo Longa (Cuito Cuanavale), José Viemba, administrador comunal do Mucusso (Dirico), Daniel Jamba, e administrador municipal adjunto do Rivungo, Alberto Pinto Chinjumbia.

 

Outras das apostas de Augusto Ndala, nomeado na passada segunda-feira, passa pela construção dirigida, com a distribuição e loteamento de terrenos, bem como o reforço da parceria com a Polícia Nacional, para a redução da criminalidade.

Em declarações à imprensa, no final da cerimónia da tomada de posse, na sala de reuniões da administração, acto orientado pelo governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, o novo administrador disse que estes projectos e outros constam do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Para loteamento e distribuição para a construção dirigida, Menongue tem duas fundiárias, nomeadamente Mupambala e Tucuve, cujo processo terá início no decorrer ainda deste mês, informou.

Em relação ao saneamento básico, disse que pretende contar com brigadas e empresas existentes para o efeito, bem como a reparação das valas de drenagem para facilidade o escoamento de águas residuais e o seu estancamento.

O novo administrador substitui no cargo Júlio Vidigal, falecido no dia 20 de Dezembro de 2020, vítima de doença.

A cidade de Menongue tem cerca de 361.446 habitantes

Além do administrador de Menongue, tomaram igualmente posse o director do gabinete dos Transportes, Tráfego e Mobilidade Urbana, Pio Viti Teresa Francisco, o administrador comunal do Jamba Cueio (Menongue), António Mpande, administrador comunal adjunto do Baixo Longa (Cuito Cuanavale), José Viemba, administrador comunal do Mucusso (Dirico), Daniel Jamba, e administrador municipal adjunto do Rivungo, Alberto Pinto Chinjumbia.