Obras do projecto integrado de Caxito em fase conclusiva

  • Presidente da República, João Lourenço, visita obras infra-estruturadas do Bengo
Caxito -  As obras em curso do projecto de infra-estruturas integradas da cidade de Caxito, província do Bengo, estão actualmente implementadas em 73 porcento, informou, nesta quinta-feira, o ministro da Construção e Obras Públicas, José Tavares de Almeida.

O titular da pasta falava à imprensa, após o Presidente República, João Lourenço, ter inspeccionado as obras integradas daquela cidade e receber explicações sobre o grau de desenvolvimento do programa, cujo término está previsto para Agosto do corrente ano.

As obras, que são executadas numa área de 91 hectares, para beneficiar 14 mil habitantes, contempla 14 quilómetros de construção de estrada asfaltada (lancis e passeios), redes pluviais, de telecomunicações e iluminação pública.

A empreitada está avaliada em 16 mil milhões de kwanzas, financiadas pelo Executivo angolano, no quadro do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

O Presidente João Lourenço efectua uma visita de dois dias à província do Bengo, para inteirar-se do grau de desenvolvimento sócio-economico da região.

Após a sua chegada, esta quinta-feira, o Chefe de Estado, que se faz acompanhar da primeira dama da República, Ana Dias Lourenço, manteve um encontro de trabalho com a governadora provincial, Mara Baptista Quiosa, e visitou também a Fazenda Agrícola Novagrolider. 

Encontro com a Governadora

A governadora Mara Quiosa apresentou ao Presidente da República as estratégias de desenvolvimento da província, assentes em 8 eixos de intervenção imediata, que passam pelo aumento da quota financeira mensal, das infra-estruturas escolares e melhoria do sistema de saúde nos municípios, através da aquisição permanente de medicamentos e promoção da humanização dos serviços.

A recuperação das vias de comunicação, promoção de políticas de fomento à habitação, melhoria dos programas de abastecimento de água às sedes municipais e comunais, expansão da rede de alta, média e baixa tensão aos municípios, são outros dos elementos que constam da estratégia.

Prevê ainda, de acordo com Mara Quiosa, o estímulo ao sector produtivo para o aumento da produção nacional e incentivo ao investimento no sector privado, com vista a garantir a empregabilidade, bem como a criação de políticas públicas concretas direccionadas para a juventude.

Novagrolider

No quadro da sua deslocação, o Presidente deslocou-se à fazenda Novagrolider, que  tem uma produção actual de banana na ordem de 75 mil toneladas/ano, representando um aumento em relação ao ano passado.

Esta unidade de produção está, neste momento, com uma exportação de 960 toneladas/mês de produtos diversos, mas perspectiva para o presente ano o aumento da média para o mercado internacional.

A par da banana, a Novagrolider produz ainda manga, papaia, pitaya e abacaxi, que são os principais produtos exportados por via área para Portugal, França, Itália, Polónia, Espanha e África do Sul.

No entanto, os 1.300 trabalhadores nacionais e 15 expatriados são ainda responsáveis pela produção de melão, melancia, mamão, maracujá e goiaba nesta unidade agrícola.

No final da visita, o administrador da Fazenda Novagrolider, José Macedo, considerou a mesma como sendo um privilégio e estímulo, que vai alavancar e mostrar ao país e ao mundo a produção da empresa. 

A Fazenda faz parte do Grupo Líder, uma empresa de direito angolano que desenvolve actividades em vários sectores da economia que vão desde despacho aduaneiro, transporte, prestação de serviços, construção civil, obras públicas, agricultura, agropecuária, agro-alimentar, indústria e comércio de mobiliário, entre outros.

A cidade de Caxito é a capital do Bengo, criada em 1980, por desagregação da província de Luanda.

O Bengo tem vindo a afirmar-se, aos poucos, como uma das principais potências agrícolas do país, com destaque para produtos como a banana, de que é um dos maiores produtores em Angola.

Este potencial, derivado sobretudo dos seus 33 mil e 16 quilómetros quadrados.

O titular da pasta falava à imprensa, após o Presidente República, João Lourenço, ter inspeccionado as obras integradas daquela cidade e receber explicações sobre o grau de desenvolvimento do programa, cujo término está previsto para Agosto do corrente ano.

As obras, que são executadas numa área de 91 hectares, para beneficiar 14 mil habitantes, contempla 14 quilómetros de construção de estrada asfaltada (lancis e passeios), redes pluviais, de telecomunicações e iluminação pública.

A empreitada está avaliada em 16 mil milhões de kwanzas, financiadas pelo Executivo angolano, no quadro do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

O Presidente João Lourenço efectua uma visita de dois dias à província do Bengo, para inteirar-se do grau de desenvolvimento sócio-economico da região.

Após a sua chegada, esta quinta-feira, o Chefe de Estado, que se faz acompanhar da primeira dama da República, Ana Dias Lourenço, manteve um encontro de trabalho com a governadora provincial, Mara Baptista Quiosa, e visitou também a Fazenda Agrícola Novagrolider. 

Encontro com a Governadora

A governadora Mara Quiosa apresentou ao Presidente da República as estratégias de desenvolvimento da província, assentes em 8 eixos de intervenção imediata, que passam pelo aumento da quota financeira mensal, das infra-estruturas escolares e melhoria do sistema de saúde nos municípios, através da aquisição permanente de medicamentos e promoção da humanização dos serviços.

A recuperação das vias de comunicação, promoção de políticas de fomento à habitação, melhoria dos programas de abastecimento de água às sedes municipais e comunais, expansão da rede de alta, média e baixa tensão aos municípios, são outros dos elementos que constam da estratégia.

Prevê ainda, de acordo com Mara Quiosa, o estímulo ao sector produtivo para o aumento da produção nacional e incentivo ao investimento no sector privado, com vista a garantir a empregabilidade, bem como a criação de políticas públicas concretas direccionadas para a juventude.

Novagrolider

No quadro da sua deslocação, o Presidente deslocou-se à fazenda Novagrolider, que  tem uma produção actual de banana na ordem de 75 mil toneladas/ano, representando um aumento em relação ao ano passado.

Esta unidade de produção está, neste momento, com uma exportação de 960 toneladas/mês de produtos diversos, mas perspectiva para o presente ano o aumento da média para o mercado internacional.

A par da banana, a Novagrolider produz ainda manga, papaia, pitaya e abacaxi, que são os principais produtos exportados por via área para Portugal, França, Itália, Polónia, Espanha e África do Sul.

No entanto, os 1.300 trabalhadores nacionais e 15 expatriados são ainda responsáveis pela produção de melão, melancia, mamão, maracujá e goiaba nesta unidade agrícola.

No final da visita, o administrador da Fazenda Novagrolider, José Macedo, considerou a mesma como sendo um privilégio e estímulo, que vai alavancar e mostrar ao país e ao mundo a produção da empresa. 

A Fazenda faz parte do Grupo Líder, uma empresa de direito angolano que desenvolve actividades em vários sectores da economia que vão desde despacho aduaneiro, transporte, prestação de serviços, construção civil, obras públicas, agricultura, agropecuária, agro-alimentar, indústria e comércio de mobiliário, entre outros.

A cidade de Caxito é a capital do Bengo, criada em 1980, por desagregação da província de Luanda.

O Bengo tem vindo a afirmar-se, aos poucos, como uma das principais potências agrícolas do país, com destaque para produtos como a banana, de que é um dos maiores produtores em Angola.

Este potencial, derivado sobretudo dos seus 33 mil e 16 quilómetros quadrados.