Onze empresas concorrem para gestão do Aterro dos Mulenvos

  • Lixo No Distrito Urbano Da Estalagem Na Zona Da Recolix
Luanda - Pelo menos 11 empresas, entre nacionais e estrangeiras, concorrem para a gestão do Aterro Sanitário dos Mulenvos, município do Cazenga, em Luanda, em regime de parceria pública privada.

Esse anúncio foi feito hoje, (terca-feira), em Luanda, durante o acto de público de abertura das candidaturas para o concurso internacional por prévia qualificação para concessão da requalificação e gestão do Aterro Sanitário dos Mulenvos, em parceria pública privada, pela directora de avaliação da referida comissão, Hersília Tteixeira.

Segundo ela, nesta primeira fase a comissão de avaliação registou um total de 25 inscrições inicialmente, entre concorrentes nacionais e internacionais, dos quais 11 entregaram as suas candidaturas.

Disse que neste acto, a comissão de avaliação irá proceder à verificação da conformidade dos documentos relativo às candidaturas, em que os concorrentes devem mostrar capacidade técnica e financeira.

Relativamente a capacidade técnica, a directora da comissão de avaliação explicou que os interessados devem demonstrar capacidade de aplicação de fundos próprios para o projecto ou de assegurar financiamento para a execução da mesma.

Prosseguiu que uma outra exigência é que os concorrentes apresentem experiência no ramo de requalificação de aterros e de gestão.

Nesta fase, a directora informou que os 11 concorrentes devem entregar quadro documentos relativos a capacidade técnica e financeira.

"A comissão vai avaliar as candidaturas e não propostas, devendo cada concorrente preencher os requisitos exigidos relativos a capacidade técnica e financeira", afirmou a directora.

Disse ainda que esta fase é apenas para recepção das candidaturas e posteriormente serão convidadas as empresas para apresentarem propostas.

Depois da recepção das propostas e suas respectivas e análises pode levar um período que vai entre três a seis meses.

A comissão de avaliação é composta por técnicos dos Ministérios da Economia e Planeamento, das Finanças, da Cultura, Turismo e Ambiente, do Governo Provincial de Luanda e da Agência Nacional de Resíduos.

 

 

Esse anúncio foi feito hoje, (terca-feira), em Luanda, durante o acto de público de abertura das candidaturas para o concurso internacional por prévia qualificação para concessão da requalificação e gestão do Aterro Sanitário dos Mulenvos, em parceria pública privada, pela directora de avaliação da referida comissão, Hersília Tteixeira.

Segundo ela, nesta primeira fase a comissão de avaliação registou um total de 25 inscrições inicialmente, entre concorrentes nacionais e internacionais, dos quais 11 entregaram as suas candidaturas.

Disse que neste acto, a comissão de avaliação irá proceder à verificação da conformidade dos documentos relativo às candidaturas, em que os concorrentes devem mostrar capacidade técnica e financeira.

Relativamente a capacidade técnica, a directora da comissão de avaliação explicou que os interessados devem demonstrar capacidade de aplicação de fundos próprios para o projecto ou de assegurar financiamento para a execução da mesma.

Prosseguiu que uma outra exigência é que os concorrentes apresentem experiência no ramo de requalificação de aterros e de gestão.

Nesta fase, a directora informou que os 11 concorrentes devem entregar quadro documentos relativos a capacidade técnica e financeira.

"A comissão vai avaliar as candidaturas e não propostas, devendo cada concorrente preencher os requisitos exigidos relativos a capacidade técnica e financeira", afirmou a directora.

Disse ainda que esta fase é apenas para recepção das candidaturas e posteriormente serão convidadas as empresas para apresentarem propostas.

Depois da recepção das propostas e suas respectivas e análises pode levar um período que vai entre três a seis meses.

A comissão de avaliação é composta por técnicos dos Ministérios da Economia e Planeamento, das Finanças, da Cultura, Turismo e Ambiente, do Governo Provincial de Luanda e da Agência Nacional de Resíduos.