OPM abre ciclo formativo em gestão de negócios para mulheres

Luanda -  Duzentas mulheres do destrito urbano do Nova Vida, município do Kilamba Kiaxi, vão beneficiar de uma acção formativa em gestão de negócios, numa promoção da Organização Panafricana das Mulheres (OPM).

Sob o lema " Empreender com Conhecimento", o ciclo  formativo aberto esta quarta-feira, em Luanda,  visa capacitar as mulheres nas áreas de Empreendedorismo e Plano de Negócios e conta com a colaboração do centro de empreendedorismo, formação e capacitação de quadros Darmak.

De acordo com secretária Regional da Organização Panafricana das Mulheres para a África Austral(SRAAO), Luzia Inglês  Van-Dunem "Inga", a acção formativa visa dotar as mulheres  de conhecimento e habilidades técnicas para ajudar a criar iniciativa de  trabalho, combate ao desemprego, incentivo ao empreendedorismo, com a criação de pequena e médias empresas, e promover o sustento das famílias.

Luzia inglês referiu que o empoderamento deve ser encarado como uma acção, não só de obtenção de lucros, mas também como um suporte vital para o desenvolvimento socioeconómico, através da inclusão social, geração de rendas e melhoramento da qualidade de vida.

Por outro lado, a directora do centro de formação Damark, Darloza Makanua, fez saber que numa primeira fase o projecto prevê a formação de formadoras e estás irão capacitar outras mulheres monitorizadas pela OPM.

Para efectivar essa acção, na mesma ocasião, foi assinado um acordo de cooperação entre o Instituto Superior Politécnico Alvorecer da Juventude(ISPAJ) e a administração municipal do Kilamba Kiaxi, distrito urbano do Nova Vida.

Por seu turno, o director do ISPAJ, Albertino Sebastião, frisou que o protocolo vai contribuir para a formação técnica e científica nos domínios do meio ambiente, urbanismo e saneamento básico, saúde pública e comunitária, bem como empregabilidade a partir de estágios integrados.

Segundo o responsável, o protocolo rubricado vai facilitar a investigação científica na busca de soluções para os problemas da comunidade.

Sob o lema " Empreender com Conhecimento", o ciclo  formativo aberto esta quarta-feira, em Luanda,  visa capacitar as mulheres nas áreas de Empreendedorismo e Plano de Negócios e conta com a colaboração do centro de empreendedorismo, formação e capacitação de quadros Darmak.

De acordo com secretária Regional da Organização Panafricana das Mulheres para a África Austral(SRAAO), Luzia Inglês  Van-Dunem "Inga", a acção formativa visa dotar as mulheres  de conhecimento e habilidades técnicas para ajudar a criar iniciativa de  trabalho, combate ao desemprego, incentivo ao empreendedorismo, com a criação de pequena e médias empresas, e promover o sustento das famílias.

Luzia inglês referiu que o empoderamento deve ser encarado como uma acção, não só de obtenção de lucros, mas também como um suporte vital para o desenvolvimento socioeconómico, através da inclusão social, geração de rendas e melhoramento da qualidade de vida.

Por outro lado, a directora do centro de formação Damark, Darloza Makanua, fez saber que numa primeira fase o projecto prevê a formação de formadoras e estás irão capacitar outras mulheres monitorizadas pela OPM.

Para efectivar essa acção, na mesma ocasião, foi assinado um acordo de cooperação entre o Instituto Superior Politécnico Alvorecer da Juventude(ISPAJ) e a administração municipal do Kilamba Kiaxi, distrito urbano do Nova Vida.

Por seu turno, o director do ISPAJ, Albertino Sebastião, frisou que o protocolo vai contribuir para a formação técnica e científica nos domínios do meio ambiente, urbanismo e saneamento básico, saúde pública e comunitária, bem como empregabilidade a partir de estágios integrados.

Segundo o responsável, o protocolo rubricado vai facilitar a investigação científica na busca de soluções para os problemas da comunidade.