Padre apela responsabilidade na quadra festiva

Uíge - O padre Tomás Manuel Maymba exortou, nesta quinta-feira, aos cidadãos e fiéis da diocese do Uíge para pautarem por um comportamento cívico e responsável, durante o Natal e a passagem de ano.

Deve-se observar as medidas de biossegurança, evitar o uso excessivo de bebidas alcoólicas, para se evitar brigas e atropelamentos, que muitas vezes resultam em mortes, aconselhou  o sacerdote, que falava à Angop, à margem da Missa do Galo.

Celebrada na véspera de Natal, à meia-noite do dia 24 para o dia 25 de Dezembro, devido à Covid-19, o acto religioso será  celebrado às 18 horas e conta com a participação de apenas 150 fiéis, um número inferior aos 600 fiéis do ano passado.

O Natal é um período em que o amor deve ser vivido por parte dos cidadãos, com a partilha de bens alimentares, entre outros, com as pessoas mais carenciadas.

Apesar da redução do número de participantes, o porta-voz da diocese do Uíge pede aos fiéis para observarem as medidas de biossegurança, como a lavagem das mãos com água e sabão ou uso de álcool em gel, distanciamento físico, durante as celebrações das missas e convívios familiares.

Cumprindo com essas medidas, poderá se evitar a propagação da Covid -19, durante a época de natal e a passagem do ano, concluiu.

Para terminar, pediu aos cidadãos dessa província a envidarem esforços para que a quadra festiva esteja recheada de amor, paz, saúde e não de aumento de casos de Covid- 19”.

 

 

Deve-se observar as medidas de biossegurança, evitar o uso excessivo de bebidas alcoólicas, para se evitar brigas e atropelamentos, que muitas vezes resultam em mortes, aconselhou  o sacerdote, que falava à Angop, à margem da Missa do Galo.

Celebrada na véspera de Natal, à meia-noite do dia 24 para o dia 25 de Dezembro, devido à Covid-19, o acto religioso será  celebrado às 18 horas e conta com a participação de apenas 150 fiéis, um número inferior aos 600 fiéis do ano passado.

O Natal é um período em que o amor deve ser vivido por parte dos cidadãos, com a partilha de bens alimentares, entre outros, com as pessoas mais carenciadas.

Apesar da redução do número de participantes, o porta-voz da diocese do Uíge pede aos fiéis para observarem as medidas de biossegurança, como a lavagem das mãos com água e sabão ou uso de álcool em gel, distanciamento físico, durante as celebrações das missas e convívios familiares.

Cumprindo com essas medidas, poderá se evitar a propagação da Covid -19, durante a época de natal e a passagem do ano, concluiu.

Para terminar, pediu aos cidadãos dessa província a envidarem esforços para que a quadra festiva esteja recheada de amor, paz, saúde e não de aumento de casos de Covid- 19”.