PAPE chega ao Bié

  • Teresa Rodrigues Dias, Ministra da Administração Pública Trabalho e Segurança Social
Chinguar - A ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Teresa Rodrigues Dias, procedeu nesta terça-feira, no município do Chinguar, província do Bié, ao lançamento do Plano de Acção para Promoção da Empregabilidade (PAPE), com entrega de kits de trabalhos para fomentar o auto-emprego.

Foram entregues conjuntos de carpintaria, electricidade, alvenaria, serralharia, agricultura, corte e costura, salão de beleza, moageira e recauchutagem, assim como 139 jovens beneficiaram de micro- crédito, com valores que rondam os mais de 250 mil kwanzas, permitindo, numa primeira fase, criar 361 postos de trabalhos directos.

Outros 85 jovens vão beneficiar de estágios profissionais, cujos acordos foram celebrados entre quatro institutos superiores e oito empresas locais.

No acto do lançamento, a ministra Teresa Rodrigues Dias reafirmou ser objectivo do PAPE abranger, de forma directa, 83 mil e 500 jovens, em todo país. Neste momento já beneficia mil e 729 cidadãos.

Além dos benefícios directos, adiantou a governante, pretende-se com a distribuição de kits profissionais promover o associativismo, com vista a beneficiar, de forma indirecta, 243 mil pessoas, uma vez que serão disponibilizados meios para brigadas de três a cinco profissionais.

Já o governador provincial, Pereira Alfredo, disse que o lançamento do PAPE na província demonstra a preocupação do Presidente da República, João Lourenço, com a empregabilidade no seio da juventude.

Referiu que o Governo do Bié tudo está a fazer para que a questão da formação profissional continua a ser uma realidade nesta franja, de modo a fomentar o auto-emprego.

A implementação do PAPE no Bié vai até 2022, com vista ao aumento da empregabilidade e combate à pobreza.

Lançado em Outubro de 2019, este plano já chegou às províncias do Cuando Cubango, Uíge, Moxico, Luanda, Huíla e Namibe.

Ainda hoje, na cidade do Cuito, Teresa Rodrigues Dias fez igualmente ao lançamento da primeira pedra para a construção do novo centro de formação profissional, que vai ministrar cursos em 16 especialidades. Terá a capacidade 320 formandos.

As obras do novo centro, localizado na centralidade Horizonte, terão início em Abril próximo, com prazo para terminar em 12 meses.

A empreitada, cujos valores não foram avançados, estará a cargo da construtora Kora Angola.

A ministra entregou ainda diversos kits de arte e ofícios, oficinas pro-trabalho aos finalistas de diversos cursos ministrados no INEFOP.

Ainda na cidade do Cuito, visitou o INEFOP, INSS, IGT e o Centro de Formação Profissional.

Foram entregues conjuntos de carpintaria, electricidade, alvenaria, serralharia, agricultura, corte e costura, salão de beleza, moageira e recauchutagem, assim como 139 jovens beneficiaram de micro- crédito, com valores que rondam os mais de 250 mil kwanzas, permitindo, numa primeira fase, criar 361 postos de trabalhos directos.

Outros 85 jovens vão beneficiar de estágios profissionais, cujos acordos foram celebrados entre quatro institutos superiores e oito empresas locais.

No acto do lançamento, a ministra Teresa Rodrigues Dias reafirmou ser objectivo do PAPE abranger, de forma directa, 83 mil e 500 jovens, em todo país. Neste momento já beneficia mil e 729 cidadãos.

Além dos benefícios directos, adiantou a governante, pretende-se com a distribuição de kits profissionais promover o associativismo, com vista a beneficiar, de forma indirecta, 243 mil pessoas, uma vez que serão disponibilizados meios para brigadas de três a cinco profissionais.

Já o governador provincial, Pereira Alfredo, disse que o lançamento do PAPE na província demonstra a preocupação do Presidente da República, João Lourenço, com a empregabilidade no seio da juventude.

Referiu que o Governo do Bié tudo está a fazer para que a questão da formação profissional continua a ser uma realidade nesta franja, de modo a fomentar o auto-emprego.

A implementação do PAPE no Bié vai até 2022, com vista ao aumento da empregabilidade e combate à pobreza.

Lançado em Outubro de 2019, este plano já chegou às províncias do Cuando Cubango, Uíge, Moxico, Luanda, Huíla e Namibe.

Ainda hoje, na cidade do Cuito, Teresa Rodrigues Dias fez igualmente ao lançamento da primeira pedra para a construção do novo centro de formação profissional, que vai ministrar cursos em 16 especialidades. Terá a capacidade 320 formandos.

As obras do novo centro, localizado na centralidade Horizonte, terão início em Abril próximo, com prazo para terminar em 12 meses.

A empreitada, cujos valores não foram avançados, estará a cargo da construtora Kora Angola.

A ministra entregou ainda diversos kits de arte e ofícios, oficinas pro-trabalho aos finalistas de diversos cursos ministrados no INEFOP.

Ainda na cidade do Cuito, visitou o INEFOP, INSS, IGT e o Centro de Formação Profissional.