Papel da Mulher Africana reflectido no município de Viana

  • Mulheres angolanas beneficiam de apoio do BM
Luanda - Mulheres associadas do município de Viana, em Luanda, participaram hoje, quinta-feira, de uma palestra sob o tema “ O Papel da Mulher Africana no Processo da Construção do Mosaico Angolano”.

A actividade, realizada no Centro Ortopédico de Reabilitação Polivalente, Doutor António Agostinho Neto, está enquadrada no programa comemorativo do dia da Mulher Africana, a assinalar-se no próximo sábado, 31 de Julho.  

A diretora-adjunta do Instituto Nacional da Criança (INAC), Elisa Gourgel que presidiu o acto, disse que foi possível fazer uma inclusão do papel da mulher na sociedade, desde a educação a ser administrada aos filhos, a violência doméstica, fuga a maternidade, entre outras questões.

A palestrante enalteceu a presença da mulher em cargos directivos nas distintas instituições ligadas ao ramo de engenharia, que no passado eram exclusivamente ocupados por homens.

Enquanto isso, a activista social Albertina Capitango, assegurou que a nível do distrito urbano do Zango a situação da violência doméstica reduziu em função do aconselhamento que se tem levado acabo nas famílias, de que os conflitos devem ser resolvidos com base ao diálogo.

Por sua vez, o director Municipal da Acção Social, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria de Viana, Samuel Correia Victor “ Sacov”, afirmou que o seminário visa também socializar da melhor forma as famílias, bem como trabalhar na diminuição de crianças expostas na rua.

Ainda no âmbito das comemorações do Dia da Mulher Africana está programada a realização de uma feira de gastronomia e vestimentas, a decorrer no Jardim da Administração Municipal de Viana.

O Dia da Mulher Africana foi instituído a 31 de Julho de 1962, em Dar-Es-Salaan, (Tanzânia), por 14 países e oito Movimentos de Libertação Nacional.

O município de Viana integra os distritos urbano do Zango, Vila Flor, Baia, Kikuxi, vila Sede, Estalagem e a comuna de Calumbo.

A actividade, realizada no Centro Ortopédico de Reabilitação Polivalente, Doutor António Agostinho Neto, está enquadrada no programa comemorativo do dia da Mulher Africana, a assinalar-se no próximo sábado, 31 de Julho.  

A diretora-adjunta do Instituto Nacional da Criança (INAC), Elisa Gourgel que presidiu o acto, disse que foi possível fazer uma inclusão do papel da mulher na sociedade, desde a educação a ser administrada aos filhos, a violência doméstica, fuga a maternidade, entre outras questões.

A palestrante enalteceu a presença da mulher em cargos directivos nas distintas instituições ligadas ao ramo de engenharia, que no passado eram exclusivamente ocupados por homens.

Enquanto isso, a activista social Albertina Capitango, assegurou que a nível do distrito urbano do Zango a situação da violência doméstica reduziu em função do aconselhamento que se tem levado acabo nas famílias, de que os conflitos devem ser resolvidos com base ao diálogo.

Por sua vez, o director Municipal da Acção Social, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria de Viana, Samuel Correia Victor “ Sacov”, afirmou que o seminário visa também socializar da melhor forma as famílias, bem como trabalhar na diminuição de crianças expostas na rua.

Ainda no âmbito das comemorações do Dia da Mulher Africana está programada a realização de uma feira de gastronomia e vestimentas, a decorrer no Jardim da Administração Municipal de Viana.

O Dia da Mulher Africana foi instituído a 31 de Julho de 1962, em Dar-Es-Salaan, (Tanzânia), por 14 países e oito Movimentos de Libertação Nacional.

O município de Viana integra os distritos urbano do Zango, Vila Flor, Baia, Kikuxi, vila Sede, Estalagem e a comuna de Calumbo.