PIIM reforça energia de Caluquembe com 120 novas ligações

Lubango - O Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) está a reforçar o sistema de energia eléctrica na sede municipal de Caluquembe, desde Novembro último, com 120 novas ligações domiciliares e três quilómetros de iluminação pública.

O sistema de energia eléctrica do município é composto actualmente por cinco geradores de 120 e 500 KVA´S distribuídos na sede municipal, comunas da Negola e Calepi, bairros da Etonga e da Alemanha, para 550 casas, para além da iluminação pública.

O reforço do sistema de fornecimento de energia eléctrica para o município de Caluquembe, cujas obras iniciaram em Novembro têm previsão de conclusão até Janeiro de 2021 e contempla a substituição de cabos não revestidos, troca de alguns postes danificados e colocação de novos, a compra de um novo gerador de 500 KVA, assim como uma central diesel, num orçamento de 250 milhões de kwanzas.   

Em declarações à Angop nesta quarta-feira, o administrador-adjunto para a área Técnica do município de Caluquembe, Eliseu José, afirmou que as ligações domiciliares estão a ser feitas nos bairros 25 de Abril, Campo de aviação, 4 de Fevereiro e Caxicacala.

Explicou que no momento, a empresa contratada para o efeito está a fazer a montagem de fios e a remoção dos condutores da instalação antiga.

Para além das ligações domiciliares controladas no município, segundo a fonte, pretendem continuar a melhorar a rede de energia eléctrica, com mais ligações conforme a solicitação dos consumidores.

Admitiu que a necessidade é grande, uma vez que trabalham só com geradores, o que não é suficiente, pois o ideal era ter energia proveniente de centrais hidroeléctricas como a Matala e Laúca (Malanje), essa última com processo de extensão da rede que passará pelo município.

Caluquembe tem 13 projectos enquadrados no PIIM orçados em mais de mil milhões de Kwanzas. A municipalidade dista a 193 quilómetros a Norte do Lubango e tem uma população estimada em 215 mil e 96 habitantes.

 

 

O sistema de energia eléctrica do município é composto actualmente por cinco geradores de 120 e 500 KVA´S distribuídos na sede municipal, comunas da Negola e Calepi, bairros da Etonga e da Alemanha, para 550 casas, para além da iluminação pública.

O reforço do sistema de fornecimento de energia eléctrica para o município de Caluquembe, cujas obras iniciaram em Novembro têm previsão de conclusão até Janeiro de 2021 e contempla a substituição de cabos não revestidos, troca de alguns postes danificados e colocação de novos, a compra de um novo gerador de 500 KVA, assim como uma central diesel, num orçamento de 250 milhões de kwanzas.   

Em declarações à Angop nesta quarta-feira, o administrador-adjunto para a área Técnica do município de Caluquembe, Eliseu José, afirmou que as ligações domiciliares estão a ser feitas nos bairros 25 de Abril, Campo de aviação, 4 de Fevereiro e Caxicacala.

Explicou que no momento, a empresa contratada para o efeito está a fazer a montagem de fios e a remoção dos condutores da instalação antiga.

Para além das ligações domiciliares controladas no município, segundo a fonte, pretendem continuar a melhorar a rede de energia eléctrica, com mais ligações conforme a solicitação dos consumidores.

Admitiu que a necessidade é grande, uma vez que trabalham só com geradores, o que não é suficiente, pois o ideal era ter energia proveniente de centrais hidroeléctricas como a Matala e Laúca (Malanje), essa última com processo de extensão da rede que passará pelo município.

Caluquembe tem 13 projectos enquadrados no PIIM orçados em mais de mil milhões de Kwanzas. A municipalidade dista a 193 quilómetros a Norte do Lubango e tem uma população estimada em 215 mil e 96 habitantes.