PN recomenda reforço no policiamento de proximidade

Malanje- O Comandante Provincial da Polícia Nacional em Malanje, Comissário Timóteo de Abreu Hilário, recomendou hoje, quarta-feira, o reforço cada vez mais do policiamento de proximidade, com vista a defesa da integridade dos cidadãos e das instituições públicas e privadas.

Segundo o responsável, essa tarefa constitui uma das melhores estratégias de actuação junto das comunidades, mas a sua implementação passa necessariamente por se operar modificações na forma de enfrentamento dos crimes por parte dos efectivos.

Timóteo de Abreu Hilário teceu tais considerações durante o acto de empossamento dos comandantes municipais da Polícia de Cacuso, Malanje, Cambundi-Catembo, Massango, Luquembo, Quirima, Kiwaba-Nzoji e Cunda-dia-base.

Entretanto, defendeu o cumprimento rigoroso dos planos operacionais da Polícia em função dos desafios eleitorais que se avizinham, para que o papel de defesa e segurança das pessoas e instituições seja um facto.

Apontou ainda a prevenção e combate ao crime organizado, corrupção e outros actos ilícitos que ocorrem nas comunidades, como aspectos a se ter em conta por parte dos comandos municipais da corporação.

Apar dos comandantes municipais, foram igualmente empossados cinco Chefes de Departamentos provinciais de Segurança Pública e Operações, Formação de Quadros, Investigação de Ilícitos Penais, Saúde, Administração e Serviços Protocolares.

Segundo o responsável, essa tarefa constitui uma das melhores estratégias de actuação junto das comunidades, mas a sua implementação passa necessariamente por se operar modificações na forma de enfrentamento dos crimes por parte dos efectivos.

Timóteo de Abreu Hilário teceu tais considerações durante o acto de empossamento dos comandantes municipais da Polícia de Cacuso, Malanje, Cambundi-Catembo, Massango, Luquembo, Quirima, Kiwaba-Nzoji e Cunda-dia-base.

Entretanto, defendeu o cumprimento rigoroso dos planos operacionais da Polícia em função dos desafios eleitorais que se avizinham, para que o papel de defesa e segurança das pessoas e instituições seja um facto.

Apontou ainda a prevenção e combate ao crime organizado, corrupção e outros actos ilícitos que ocorrem nas comunidades, como aspectos a se ter em conta por parte dos comandos municipais da corporação.

Apar dos comandantes municipais, foram igualmente empossados cinco Chefes de Departamentos provinciais de Segurança Pública e Operações, Formação de Quadros, Investigação de Ilícitos Penais, Saúde, Administração e Serviços Protocolares.