Polícia Nacional desmente recrutamento para ingresso na corporação

  • Forças policias em parada
Luanda - O Comando Geral da Polícia Nacional considera falsas e sem fundamentos, as informações postas a circular nas redes sociais, segundo as quais, está em curso um processo de recrutamento para ingresso na corporação.

Em comunicado distribuído sexta-feira, em Luanda, a Polícia Nacional alerta que tais informações não vinculam a instituição, esclarecendo que o ingresso ocorre por via de um concurso público, nos termos de legislação específica vigente, antecedido de uma comunicação pelos órgãos estatais e privados de comunicação social.

Outrossim, acrescenta o comunicado que para ingresso, têm sido privilegiados os cidadãos na condição de ex-militares das Forças Armadas Angolanas (FAA), licenciados à disponibilidade, estando presentemente suspenso, por força das medidas de prevenção e controlo da propagação da Covid-19.

A todos os cidadãos, o Comando Geral da Polícia Nacional apela para não partilharem tais informações, e denunciarem quaisquer práticas que indiciem burlas, decorrentes de garantias de ingresso na corporação, para consequente responsabilização dos infractores.

Em comunicado distribuído sexta-feira, em Luanda, a Polícia Nacional alerta que tais informações não vinculam a instituição, esclarecendo que o ingresso ocorre por via de um concurso público, nos termos de legislação específica vigente, antecedido de uma comunicação pelos órgãos estatais e privados de comunicação social.

Outrossim, acrescenta o comunicado que para ingresso, têm sido privilegiados os cidadãos na condição de ex-militares das Forças Armadas Angolanas (FAA), licenciados à disponibilidade, estando presentemente suspenso, por força das medidas de prevenção e controlo da propagação da Covid-19.

A todos os cidadãos, o Comando Geral da Polícia Nacional apela para não partilharem tais informações, e denunciarem quaisquer práticas que indiciem burlas, decorrentes de garantias de ingresso na corporação, para consequente responsabilização dos infractores.