Caála tem duas novas infra-estruturas sociais

  • Obra do PIIM
Caála – A população do município da Caála, província do Huambo, recebeu, esta quarta-feira, duas novas infra-estruturas sociais, construídas no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), soube a ANGOP.

Trata-se de um posto de saúde, erguida na aldeia de Sukuondjali, e do sistema de captação de água do sector de Samalo, inaugurados pela governadora da província do Huambo, Lotti Nolika.

A infra-estrutura sanitária, construída para beneficiar mais de mil habitantes, ficou orçada em quatro milhões, 728 mil e 440 Kwanzas.

Com a entrada em funcionamento deste posto de saúde, o município da Caála passa a contar com 32 unidades sanitárias, asseguradas por 532 funcionários, 18 dos quais médicos.

Já o sistema de captação de água da aldeia de Samalo, cujo orçamento não foi tornado público, vai beneficiar mais de 60 mil famílias.

A propósito, a governadora Lotti Nolika disse tratar-se de mais obras do PIIM colocada à disposição da população deste município, depois da inauguração, horas antes, de dois quilómetros de estradas asfaltadas no interior da cidade da Caála.

 “O PIIM já tem pernas para andar e os cépticos vão dar conta do empenho do Governo na melhoria da qualidade de vida da população, com aproximação de vários serviços sociais”, disse.

No geral, a província do Huambo tem inscrito no PIIM 282 projectos, com uma previsão orçamental de 32 mil milhões, 257 milhões, 517 mil e 310 Kwanzas.

Desta cifra, 179 projectos estão relacionados com o Programa de Investimento Público e 103 no que toca às Despesas de Apoio ao Desenvolvimento e Actividade Básica.

Trata-se de um posto de saúde, erguida na aldeia de Sukuondjali, e do sistema de captação de água do sector de Samalo, inaugurados pela governadora da província do Huambo, Lotti Nolika.

A infra-estrutura sanitária, construída para beneficiar mais de mil habitantes, ficou orçada em quatro milhões, 728 mil e 440 Kwanzas.

Com a entrada em funcionamento deste posto de saúde, o município da Caála passa a contar com 32 unidades sanitárias, asseguradas por 532 funcionários, 18 dos quais médicos.

Já o sistema de captação de água da aldeia de Samalo, cujo orçamento não foi tornado público, vai beneficiar mais de 60 mil famílias.

A propósito, a governadora Lotti Nolika disse tratar-se de mais obras do PIIM colocada à disposição da população deste município, depois da inauguração, horas antes, de dois quilómetros de estradas asfaltadas no interior da cidade da Caála.

 “O PIIM já tem pernas para andar e os cépticos vão dar conta do empenho do Governo na melhoria da qualidade de vida da população, com aproximação de vários serviços sociais”, disse.

No geral, a província do Huambo tem inscrito no PIIM 282 projectos, com uma previsão orçamental de 32 mil milhões, 257 milhões, 517 mil e 310 Kwanzas.

Desta cifra, 179 projectos estão relacionados com o Programa de Investimento Público e 103 no que toca às Despesas de Apoio ao Desenvolvimento e Actividade Básica.