Portadores de Vih/Sida no Uíge beneficiam de material higiênico

Uíge - Sessenta e três pessoas portadores de Vih/Sida e 27 com tuberculose, internados no Sanatório do Uíge, beneficiaram, nesta terça-feira, de kits de higienização.

Constam da ajuda prestada pela  Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida, Tuberculose e Malária (ANASO), 216 litros de lixívia e 411 sabotes.

Em declaração à ANGOP, o ponto focal da ANASO no Uíge, Pinto Mulato, avançou que o gesto solidário visa ajudar as pessoas portadores de VIH/Sida e tuberculose a superar a carência destes materiais de higiene.

O responsável garantiu que durante o mês de Março, a organização vai continuar a doar material de higiene aos doentes do Hospital Sanatório, centros materno infantil, de aconselhamento, grupo de ajuda mútua e fazer a testagem periódica de VIH/Sida.

Por sua vez, a chefe de secção do Centro de aconselhamento e Testagem do Hospital-Geral do Uíge, Paula Guilherme Sousa, sem avançar dados, informou apenas que entre 30 a 35 pessoas fazem o teste de VIH-Sida  por dia.

O responsável pediu aos jovens para redobrarem os cuidados de prevenção contra a contra o VIH/Sida, através do uso do preservativo, optar por um único parceiro e a evitar manejar objectos cortantes.

Constam da ajuda prestada pela  Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida, Tuberculose e Malária (ANASO), 216 litros de lixívia e 411 sabotes.

Em declaração à ANGOP, o ponto focal da ANASO no Uíge, Pinto Mulato, avançou que o gesto solidário visa ajudar as pessoas portadores de VIH/Sida e tuberculose a superar a carência destes materiais de higiene.

O responsável garantiu que durante o mês de Março, a organização vai continuar a doar material de higiene aos doentes do Hospital Sanatório, centros materno infantil, de aconselhamento, grupo de ajuda mútua e fazer a testagem periódica de VIH/Sida.

Por sua vez, a chefe de secção do Centro de aconselhamento e Testagem do Hospital-Geral do Uíge, Paula Guilherme Sousa, sem avançar dados, informou apenas que entre 30 a 35 pessoas fazem o teste de VIH-Sida  por dia.

O responsável pediu aos jovens para redobrarem os cuidados de prevenção contra a contra o VIH/Sida, através do uso do preservativo, optar por um único parceiro e a evitar manejar objectos cortantes.