Prémio Provincial de jornalismo retoma em Malanje

  • Jornalistas retratam actividade mineira do país
Malanje- O Prémio Provincial de Jornalismo, suspenso em 2020 por limitações financeiras, retoma este ano, visando incentivar a criatividade e a investigação no seio da classe, anunciou hoje, o director do Gabinete de Comunicação Social do Governo Provincial de Malanje, Custódio Fernando.

Segundo o responsável, o galardão vai distinguir trabalhos que promovam as potencialidades da província nos domínios social, económico, turístico, cultural e desportivo, assim como conteúdos voltados a manutenção da paz e estabilidade social.

Informou que o prémio provincial, que vai na sua 4ª edição, avaliado em sete milhões de kwanzas (incluindo despesas relacionadas com a organização do evento), está subdividido em quatro categorias, designadamente grande prémio, melhor locução, melhor imagem e melhor redacção.

O vencedor do grande prémio receberá um milhão e 200 mil kwanzas, ao passo que os premiados das restantes categorias beneficiarão de cada 800 mil kwanzas.

Falando no acto de lançamento do prémio, Custódio Fernando esclareceu que estão habilitados a concorrer os trabalhos que tenham sido publicados entre Novembro de 2020 a Setembro de 2021.

A 4ª edição do Prémio Provincial de Jornalismo, que acontece a 11 de Novembro, reserva ainda homenagens a jornalistas seniores de órgãos públicos e privados.

Refere-se que o grande prémio da última edição, realizada em 2019, foi arrebatado pela jornalista da RNA (Rádio Nacional de Angola) Vitória da Graça, enquanto as categorias de melhores redacção, locução e imagem foram ganhas pelos jornalistas Aurélio Cua (Angop), Dito Tavaraes (RNA) e Clara Muika (TPA), respectivamente.

Segundo o responsável, o galardão vai distinguir trabalhos que promovam as potencialidades da província nos domínios social, económico, turístico, cultural e desportivo, assim como conteúdos voltados a manutenção da paz e estabilidade social.

Informou que o prémio provincial, que vai na sua 4ª edição, avaliado em sete milhões de kwanzas (incluindo despesas relacionadas com a organização do evento), está subdividido em quatro categorias, designadamente grande prémio, melhor locução, melhor imagem e melhor redacção.

O vencedor do grande prémio receberá um milhão e 200 mil kwanzas, ao passo que os premiados das restantes categorias beneficiarão de cada 800 mil kwanzas.

Falando no acto de lançamento do prémio, Custódio Fernando esclareceu que estão habilitados a concorrer os trabalhos que tenham sido publicados entre Novembro de 2020 a Setembro de 2021.

A 4ª edição do Prémio Provincial de Jornalismo, que acontece a 11 de Novembro, reserva ainda homenagens a jornalistas seniores de órgãos públicos e privados.

Refere-se que o grande prémio da última edição, realizada em 2019, foi arrebatado pela jornalista da RNA (Rádio Nacional de Angola) Vitória da Graça, enquanto as categorias de melhores redacção, locução e imagem foram ganhas pelos jornalistas Aurélio Cua (Angop), Dito Tavaraes (RNA) e Clara Muika (TPA), respectivamente.