Quatro cidadãos detidos por agressão a agentes da Polícia Nacional

  • Namibe: lançamento da primeira pedra do projecto de desenvolvimento da Baia de Moçâmedes, feito pelo Ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu
Luanda - Quatro cidadãos, com idades compreendidas entre 20 e 30 anos, foram detidos, domingo, pela Polícia Nacional, no bairro Huambo, distrito urbano da Maianga, município de Luanda, acusados da prática de crime de desacato, concorrido com agressão a agentes da corporação.

Entre os acusados, apresentados hoje, segunda-feira, a imprensa, conta-se um suposto efectivo das Forças Armadas Angolanas (FAA).

De acordo com o porta-voz do Comando provincial de Luanda da Polícia Nacional, Inspector-chefe Nestor Goubel, tudo aconteceu quando uma patrulha da corporação, devidamente identificada, interrompeu uma partida de futebol, que se realizava em total desrespeito das medidas de biossegurança, violando o Decreto Presidencial sobre o Estado de Calamidade Pública.

Para o efeito, um dos agentes retirou a bola e aconselhou ao cumprimento das normas, tendo, em consequência, sido agredido e tombado ao chão, depois de envolvido pelos agressores, obrigando a patrulha a recorrer ao reforço policial.

Os detidos serão, nas próximas horas, presentes ao Ministério Público.

Com mais de 100 mil habitantes, o bairro Huambo tem zonas de difícil acesso, e é caracterizado por constantes assaltos e ofensas corporais simples e graves.

Entre os acusados, apresentados hoje, segunda-feira, a imprensa, conta-se um suposto efectivo das Forças Armadas Angolanas (FAA).

De acordo com o porta-voz do Comando provincial de Luanda da Polícia Nacional, Inspector-chefe Nestor Goubel, tudo aconteceu quando uma patrulha da corporação, devidamente identificada, interrompeu uma partida de futebol, que se realizava em total desrespeito das medidas de biossegurança, violando o Decreto Presidencial sobre o Estado de Calamidade Pública.

Para o efeito, um dos agentes retirou a bola e aconselhou ao cumprimento das normas, tendo, em consequência, sido agredido e tombado ao chão, depois de envolvido pelos agressores, obrigando a patrulha a recorrer ao reforço policial.

Os detidos serão, nas próximas horas, presentes ao Ministério Público.

Com mais de 100 mil habitantes, o bairro Huambo tem zonas de difícil acesso, e é caracterizado por constantes assaltos e ofensas corporais simples e graves.