Quilengues valida famílias cadastradas pelo “Kwenda”

  • Kwenda regista novas famílias em Quilengues
  • Famílias beneficiam de ajuda financeira do Kwenda (Arquivo)
Lubango - O município de Quilengues iniciou esta semana o processo de validação das listas dos mais de 20 mil agregados familiares cadastrados para o Programa de Fortalecimento de Protecção Social "Kwenda", último acto que antecede às transferências sociais monetárias e outras componentes dessa iniciativa do governo.

Quilengues torna-se assim no segundo município da província a ser beneficiado, depois da Cacula, que albergou o projecto-piloto e que já conta com as quatro componentes do Kwenda, nomeadamente, transferências sociais monetárias,  inclusão produtiva das famílias vulneráveis, municipalização da acção social e o reforço do cadastro social único.

Para além desses dois, a Humpata e Gambos foram também seleccionados recentemente para serem as próximas localidades a beneficiar da iniciativa, sendo que no momento estão a ser formados os técnicos para posterior cadastramento das famílias vulneráveis.

Em declarações à ANGOP hoje, terça-feira, o chefe do departamento executivo do Fundo de Apoio Social (FAS) na Huíla, Frederico Sanumbutue, disse que a publicação das listas foi validada por uma equipa técnica regional sul, com integrantes das províncias da Huíla, Cunene e Namibe, para conferir maior credibilidade ao processo.

"A intervenção regional em bloco visa concentrar e mobilizar recursos humanos e materiais de forma racional e optimizar o alcance das metas para validação dos mais de 20 mil beneficiários cadastrados nas comunas sede, Dinde e Impulo", reforçou.

Referiu que em cada localidade está montado um ponto fixo para a validação, que consubstancia-se no atendimento das famílias cadastradas, um processo que tem uma adesão considerável.

Explicou que o processo de pagamento vai continuar a ser por via multcaixa e em Quilengues pelo Banco Sol, através da modalidade de cash, ou seja, levar o dinheiro directamente às famílias nas áreas de difícil acesso.  

Na quadro do subprograma de municipalização da acção social, foi reabilitado em Quilengues, pela administração municipal, o Centro de Acção Social Integrado para poder referenciar os casos sociais e aproximar os serviços aos munícipes.

O município de Quilengues, a 143 quilómetros a norte do Lubango, tem uma população estimada em 93 mil e 207 habitantes, distribuídos pelas comunas sede, Dinde e Impulo.

Quilengues torna-se assim no segundo município da província a ser beneficiado, depois da Cacula, que albergou o projecto-piloto e que já conta com as quatro componentes do Kwenda, nomeadamente, transferências sociais monetárias,  inclusão produtiva das famílias vulneráveis, municipalização da acção social e o reforço do cadastro social único.

Para além desses dois, a Humpata e Gambos foram também seleccionados recentemente para serem as próximas localidades a beneficiar da iniciativa, sendo que no momento estão a ser formados os técnicos para posterior cadastramento das famílias vulneráveis.

Em declarações à ANGOP hoje, terça-feira, o chefe do departamento executivo do Fundo de Apoio Social (FAS) na Huíla, Frederico Sanumbutue, disse que a publicação das listas foi validada por uma equipa técnica regional sul, com integrantes das províncias da Huíla, Cunene e Namibe, para conferir maior credibilidade ao processo.

"A intervenção regional em bloco visa concentrar e mobilizar recursos humanos e materiais de forma racional e optimizar o alcance das metas para validação dos mais de 20 mil beneficiários cadastrados nas comunas sede, Dinde e Impulo", reforçou.

Referiu que em cada localidade está montado um ponto fixo para a validação, que consubstancia-se no atendimento das famílias cadastradas, um processo que tem uma adesão considerável.

Explicou que o processo de pagamento vai continuar a ser por via multcaixa e em Quilengues pelo Banco Sol, através da modalidade de cash, ou seja, levar o dinheiro directamente às famílias nas áreas de difícil acesso.  

Na quadro do subprograma de municipalização da acção social, foi reabilitado em Quilengues, pela administração municipal, o Centro de Acção Social Integrado para poder referenciar os casos sociais e aproximar os serviços aos munícipes.

O município de Quilengues, a 143 quilómetros a norte do Lubango, tem uma população estimada em 93 mil e 207 habitantes, distribuídos pelas comunas sede, Dinde e Impulo.